Os animais passam fome no Zoo de Aracaju

0

Para que dizer que Aracaju tem um zoológico se ele está em petição de miséria? O pior não é isso. A situação por lá está um descalabro. Os animais por lá obrigados a morar, estão há quatro dias sem saber o que é comida. Às vezes, nem bebida tem. No dia que visitamos o Parque da Cidade, lá pelas bandas do Bairro Industrial, fomos surpreendidos com animais selvagens, sentados a um canto da gaiola, sem forças sequer para receber agrados dos visitantes. Nem força para emitir os gritos característicos de cada um estes animais dispunham. No dia que estivemos por lá, o leão estava esquálido e nem se animou para recolher os pedaços de comida jogados para ele. Se não tinha verba para manter o zoológico da cidade, por que afinal a Prefeitura de Aracaju inventou de instalar um? Tomara que o Prefeito Edvaldo Nogueira não cisme de levar algum visitante ao Parque da Cidade. Se o fizer vai sair inteiramente decepcionado. Nem implorando à caridade pública vai resolver a situação do zoológico da cidade. Atenção, vereadora Kitty Lima, já que você se diz tão admiradora dos animais, faz campanha para alimentar os bichos do zoo de Aracaju…

O inverno continua em plena Primavera

Considerada como a estação mais bonita do ano, a Primavera já começou há poucos dias, mas estamos com a impressão de que ela é uma continuação do inverno. Nunca choveu tanto como nos três ou quatro últimos dias em Aracaju – e até com um pouquinho de frio.  O domingo – o primeiro domingo da primavera – amanheceu com o dia bastante chuvoso, desanimando o aracajuano para um belo dia de praia. São Pedro parece ter esquecido o tamanho do inverno – e a estação das chuvas deu prosseguimento nos primeiros dias de primavera. É bem verdade que há muito tempo Sergipe não tem um inverno como o deste ano: muita chuva, inclusive na zona do sertão, tanto que a plantação para todo mundo foi uma maravilha. Feijão e milho nunca estiveram tão barato como neste inverno que passou. É torcer agora para a Primavera se impor, o sol aparecer majestoso no infinito. Que venha logo a Primavera.

Microempreendedores crescem em 5 anos

O número de microempreendedores individuais (MEI) em Sergipe cresceu 184% nos últimos cinco anos. Os dados levantados pelo Sebrae mostram que passou de 15.937 para 45.302 o número de pessoas formalizadas entre os primeiros semestres de 2012 e 2017. No mesmo período o grau de cobertura do MEI, que significa o percentual desses microempreendedores em relação ao total de pessoas que trabalha por conta própria no Estado, mais que dobrou passando de 6,9 para 17,9%.  Quanto maior esse índice maior o número de pessoas exercendo sua atividade empresarial devidamente formalizada. Os setores com maior número de microempreendedores individuais é o de comercio (37,4%), seguido de serviços (37,2%), indústria (15,3%), construção civil (9,5%) e agropecuária (0,6%). As cinco atividades mais frequentes são comércio varejista de vestuário e acessórios (9,8% do total); cabeleleiros (7,3%) obras de alvenaria (4,1%); lanchonetes e similares (2,8%). Enquanto um terço dos MEI afirmaram que o principal motivo para o registro foi o acesso a benefícios do INSS, 61% citaram vantagens relacionadas a ter um negócio formal, como a possibilidade de emitir nota fiscal, crescer mais como empresa e o simples fato de ser formal. O levantamento mostra que o perfil do microempreendedor individual é bastante heterogêneo e está em constante mudança. Os números revelam que quanto 34% não têm o ensino médio completo, 33% têm ensino superior. Outro aspecto que demonstra as diferenças entre esse público é que enquanto 50% tinham um emprego com carteira assinada antes de se tornar MEI, 23% eram empreendedores informais e 13% eram empregados informais.

Plano Municipal de Saneamento Básico

Será na próxima quinta-feira, 28/9, a sessão especial da Câmara de Vereadores pedida pelo Prefeito Edvaldo Nogueira para que os técnicos da Prefeitura e da Universidade Federal de Sergipe que participaram da elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico de Aracaju possam dar explicações sobre ele. O Plano já se encontra na Câmara de Vereadores desde o final da semana passada. O Plano de Saneamento Básico visa estabelecer um legado de ações de saneamento no nosso município com a participação popular, atendendo aos princípios da política nacional de saneamento básico, a proteção dos recursos hídricos e a promoção da saúde pública. De acordo com o projeto, os serviços públicos de saneamento básico devem seguir os seguintes princípios: a universalização do acesso, a integralidade, o abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, manejo dos resíduos sólidos, disponibilidade gradativa, em todas as áreas urbanas  dos serviços de drenagem, limpeza e fiscalização preventiva das redes, além do emprego de tecnologias apropriadas, controle social e transparênc

Falta Coca-Cola na cidade

Você acredita? A Coca Cola, o refrigerante mais vendido no mundo inteiro, está em falta nos supermercados de Aracaju, já há algum tempo. Ninguém sabe dar, ou quer dar, informações sobre a falta do produto em nossa Capital, mas o fato é que o refrigerante, feito à base da coca, já há algum tempo não é encontrado nos locais de venda e até em muitas lanchonetes ou restaurantes. Não se sabe quando a coca-cola volta aparecer neste locais tradicionais, mas o fato é que, neste final de semana, os consumidores ficaram sem o seu refrigerante tradicional. A Coca-Cola comum ainda é possível de ser encontrado mas a Coca-Cola zero não…                                      

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais