Pausa para a ceia

0

A agitação registrada nos últimos meses entre os prefeituráveis deve ser reduzida agora em dezembro por conta das festas de Natal e Ano Novo. Embora continuem apertando mãos e dando tapinhas nas costas dos eleitores, os pré-candidatos vão dar uma pausa para a ceia natalina com os familiares e amigos mais próximos. Quando janeiro chegar, eles retomam os contatos com aliados para viabilizar seus nomes e, naturalmente, queimar aqueles que tentam derrotá-los nesta disputa pela preferência dos partidos. A peleja só ficará acirrada depois de março, quando as pré-candidaturas com chances de emplacar se robustecem para enfrentar as convenções de junho.

Novo prefeito

O vereador Emmanuel Nascimento (PT) é o novo prefeito de Aracaju. Ele permanecerá no cargo por 10 dias, período em que o titular Edvaldo Nogueira (PC do B) e o vice Sílvio Santos estão, respectivamente, nos Estados Unidos e na Espanha. O primeiro viajou em férias, e o outro, em missão oficial. Esta é a segunda vez que Emmanuel assume interinamente a Prefeitura da capital. A primeira foi em 1993, na gestão do então prefeito Jackson Barreto (PMDB).

Congresso

Acontece hoje e amanhã em Brasília o décimo segundo Congresso Nacional do PSB. Ao anunciar ontem sua participação no evento, o deputado estadual Adelson Barreto disse que os delegados do partido vão aprovar a indicação de candidatos próprios para as prefeituras de todas as capitais brasileiras. Barreto e o deputado federal Valadares Filho são os pré-candidatos a prefeito de Aracaju pelo PSB.

Na Assembléia

E quem esteve visitando ontem a Assembléia foi o presidente estadual do PTB, Edvan Amorim. Recebido pela presidente do Legislativo, deputada Angélica Guimarães, o empresário e político concedeu rápida entrevista, quando voltou a defender a pré-candidatura a prefeito do deputado federal Laércio Oliveira (PR). Amorim também disse que trabalhar por um nome de consenso para disputar a Prefeitura da capital seria burrice. Será?

Até tu, PT?

Os partidos da base aliada, especialmente PT e PMDB, são culpados pela demora na aprovação da emenda que prorroga a Desvinculação das Receitas da União (DRU) até 31 de dezembro de 2015. A queixa foi feita pela presidente Dilma Rousseff (PT) durante audiência que concedeu segunda-feira passada ao governador Marcelo Déda (PT). Ela disse ao governante sergipano que misturaram Emenda 29, dinheiro para educação e DRU. “Isso é um erro e só vai atrapalhar o país”, reclamou a petista.

Carne suína

A taxação sobre a carne suína trazida de outros estados para Sergipe é defendida pelo deputado estadual João Daniel (PT). Ele já apresentou indicação neste sentido na Assembléia e espera que a Secretaria da Fazenda determine a cobrança do imposto. “A não taxação tem causado sérios prejuízos aos nossos produtores. Quando o país tem dificuldade de exportar carne suína, parte da produção nacional chega a Sergipe, causando concorrência predatória”, reclama Daniel.

Pé na estrada

O governador Marcelo Déda (PT) vai passar o dia de hoje inaugurando obras no interior. Pela manhã, estará em Cristinápolis entregando à população uma quadra poliesportiva, uma creche, a pavimentação de uma rua, uma praça urbanizada e uma Clínica de Saúde da Família. À tarde, vai para Pedrinhas inaugurar a pavimentação de ruas e mais uma Clínica de Saúde da Família.

Big Mac

O jornalista sergipano Ancelmo Góes publicou em sua coluna no jornal O Globo a seguinte nota: “Até 31 de dezembro, o McDonald’s vai abrir 31 novas lojas no país, quase uma por dia. Caruaru, PE, por exemplo, terá sua segunda. Nossa Senhora do Socorro, SE, sua primeira”.  O recém inaugurado Shopping Prêmio será o endereço do McDonad’s em Socorro.

Lançamento

Será às 18h do próximo dia 6 o lançamento do livro Microcontos, de autoria do jornalista Célio Nunes, já falecido. Editado pela Secretaria estadual de Governo e pela Segrase, o livro será lançado na Sociedade Semear, na rua Vila Cristina, em Aracaju. Pai do jornalista Cláudio Nunes, Célio foi editor do Jornal da Cidade e Correio de Sergipe, diretor da Segrase e publicou vários livros.

Do baú político

As brigas políticas travadas entre os líderes itabaianenses Euclides Paes Mendonça (UDN) e Manoel Teles (PSD) assustaram o estado entre 1945 e 1963. Uma pequena mostra de como era o clima entre os dois é dada em uma longa carta enviada em 1957 por Manoel Teles ao governador Leandro Maciel (UDN). Entre outras coisas, ele denunciou que “as senhoras amigas de minha esposa são proibidas de freqüentar minha residência, face à ameaça de que, se assim fizerem, serão presas”. Em seguida, o queixoso revela que “o suplente de vereador Vital José da Lapa (PSD) foi preso e teve seu rosto cuspido e queimado com charuto pelo próprio deputado Euclides Paes Mendonça”. Mais adiante, Manoel Teles denuncia que “centenas de pessoas, entre mulheres e homens, têm sido presas e humilhadas, a ponto de serem obrigadas a carregar água em latas furadas para a faxina do quartel, tudo a mando do meu adversário”. Em 1963, Euclides foi fuzilado pela Polícia Militar e, anos depois, Manoel Teles foi morto por pistoleiros.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais