Pirambu: quando fevereiro chegar…

0

Cabe ao Ministério Público Estadual encontrar uma saída digna para o município de Pirambu. Com o apoio do Ministério Público Federal, ele tem cerca de um mês, já que a intervenção acaba em 16 de fevereiro, para encontrar uma saída jurídica honrosa e garantir à população que os recursos públicos continuem sendo bem administrados como vem ocorrendo nos últimos meses com a intervenção.

 

Os órgãos competentes têm o dever moral de impedir não só que o prefeito afastado, Juarez Batista, assuma a prefeitura, mas também o vice-prefeito Guilherme Melo, que também é alvo de investigação nos processos abertos pelo promotores do Ministério Público Estadual, como também pelo Ministério Público Federal.

 

A estratégia do grupo liderado pelo ex-prefeito André Moura é esperar a posse de Juarez Batista para aprovar o impeachment na Câmara Municipal onde tem maioria esmagadora. Com isso assumiria o vice-prefeito Guilherme Melo ligado ao grupo. Porém, tanto o Ministério Público Estadual, quanto o Ministério Público Federal, já encontraram ligações de Guilherme com as irregularidades praticadas no município. Ou seja, se ele assumir dará o aval para que outra intervenção seja realizada no município, já que será um novo prefeito à frente da administração.

 

Por outro lado, Juarez Batista colocou ontem, 15, nas ruas de Pirambu, um carro de som para preparar a população para o retorno dele a Prefeitura. Foi distribuído também ontem um panfleto, com uma linguagem chula, denegrindo a intervenção. Detalhe: na audiência pública realizada na segunda-feira, 14, uma irmã de Juarez, chegou a chamar o interventor, Moacir Santana, de “ladrãozinho”. É mole?

 

A intervenção encontrou um rombo na Prefeitura de R$ 13 milhões, numa Prefeitura pequena como a de Pirambu. A população teme pelo pior: uma tempestade administrativa em fevereiro, logo após o carnaval. É fácil encontrar uma saída jurídica. Se o prefeito afastado ou o vice-prefeito assumir a Prefeitura a população de Pirambu perderá o crédito nas instituições sérias. Algo precisa ser feito, como bem escreveu Geraldo Azevedo: quando fevereiro chegar saudade já não mata a gente…

 

CGU encontrou irregularidades na obra do Poxim

A Controladoria-Geral da União – CGU, auditou não apenas obras da construtora Gautama em Sergipe, onde encontrou irregularidades de R$ 178,7 milhões. As primeiras informações dão conta que a CGU encontrou irregularidades na obras realizada pela construtora OAS na obra da adutora do rio Poxim de cerca de R$ 30 milhões. A obra foi iniciada no governo Albano Franco e está incluída no PAC em Sergipe.

 

João Alves na Superinteressante deste mês

A revista Superinteressante deste mês, publica um matéria com o título “E se Sílvio Santos tivesse sido eleito presidente do Brasil?”. A matéria lembra que em 1989 o apresentador Sílvio Santos teve a candidatura impugnada a presidente da República. Num Box, com o título “Rateio político”, a revista publica uma declaração do atual deputado federal Marcondes Gadelha, afirmando que a candidatura tinha a sustentação num grupo do PFL. “Diante do populismo de direita de Collor e do populismo de esquerda de Lula o melhor era apresentar um populista de centro”. Gadelha, que seria o candidato a vice de Sílvio explica ainda: “Esse grupo era formado por mim, Inocêncio Oliveira, Edison Lobão, Hugo Napoleão, Divaldo Suruagy e João Alves. O Sílvio me falou que queria cuidar da questão social e que o resto do governo ficaria por minha conta. Eu seria uma espécie de primeiro-ministro”. Conclui a matéria “nos anos seguintes, Inocêncio e João Alves seriam acusados de participar de escândalos de corrupção”.

 

Jeitinho para burlar Lei de Responsabilidade Fiscal

A coluna recebeu ontem, 15, uma informação de que procuram, nos bastidores, uma maneira da Assembléia Legislativa e o Tribunal de Contas, continuarem burlando a Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, gastando mais do que é previsto com a folha de pessoal. A coluna está de olho, inclusive na posição que será adotada pelo governo do Estado. Se o “jeitinho”, vingar, o governo do Estado aceitará calado?

 

José Franco já aderiu ao governo Déda?

Uma declaração do prefeito de Socorro, José Franco, de que o governador Marcelo Déda vai apoiar o candidato dele a prefeito daquele município causou polêmica. Primeiro porque o candidato do grupo é Adelson Barreto, segundo porque José Franco é aliado do ex-governador João Alves Filho. Ou será que José Franco já passou para o lado de Déda levando a tiracolo a irmã, a deputada Célia Franco. Ou José Franco imagina colocar no mesmo palanque Déda, João Alves e Cia.

 

Wanderlê deve explicações à imprensa

Assim que retornar do período de recesso parlamentar o deputado Wanderlê Correia deve explicações à imprensa. Cadê a resposta do TC ao requerimento de autoria dele, aprovado na AL, pedindo informações sobre os requisitados e as empresas que prestam serviço terceirizados aquele órgão? Mesmo com a emergencial saída de Carlos Pinna da presidência é preciso apurar as denúncias. Ou não deputado?

 

Juarez quer voltar a prefeitura de Pirambu I

Em entrevista ao jornal online Tribuna da Praia, no último dia 09, o prefeito afastado de Pirambu, Juarez Batista, anunciou que não será candidato à reeleição, governará para a maioria e que neste período de intervenção aproveitou para dedicar-se a família, aos estudos e fazer política. “Tivemos conversas praticamente com todos os grupos políticos, com exceção da família Moura, com a qual queremos distância. Conversamos com os ex-prefeitos Drª Sílvia e Marcos Cruz (PSB), com os pré-candidatos a prefeito Vado de Gago (PT) e Alexandre Espinheira (PC do B) e alguns outros líderes políticos. Isso se fez necessário até para definir melhor quais os agrupamentos ou partidos que seriam melhor para que pudéssemos filiar nossos amigos”, disse o prefeito afastado em um trecho da entrevista.  

 

Juarez quer voltar a prefeitura de Pirambu II

Sobre a possibilidade da posse do vice, Guilherme Melo ou de uma nova intervenção, o prefeito afastado disse: “Vejo de uma maneira não muito salutar. A posse do vice-prefeito, seria um verdadeiro caos e retrocesso, a pior coisa que poderia acontecer, seria o cúmulo do absurdo. A posse do vice-prefeito seria o retorno o grupo que acabou com o município de Pirambu. Quem vai decidir isso é a Justiça. Quanto uma nova intervenção, não teria a menor justificativa de ocorrer, uma vez que a atual já teria cumprido sua condição constitucional de 180 dias que foram dados ao Dr. Moacir Joaquim Santana. Não tenho nada contra ele, tanto é que fui cuidar da minha vida, estudar e fazer política, não procurei intervir em sua missão, não emiti opinião. Infelizmente é interesse de umas quatro pessoas beneficiadas que a intervenção continue ou que venha uma outra e assim o defendem. Confio na justiça, no Dr. Nilzir. Eles vão tomar a decisão correta, garantindo que Juarez possa reassumir, atendendo assim ao anseio do povo que quer ele de volta a ser prefeito. Essa é a minha opinião”.

 

Juarez diz que ele e a esposa estão no PSB

Na entrevista Juarez respondeu como foi recebido no PSB, com a esposa, Jucileide Santana: “Me sinto muito bem. Tive o apoio total de seus principais dirigentes. A solidariedade e o apoio de dois ex-prefeitos (Dr. Marcos Cruz e Drª Sílvia Cruz) e dos seus dois vereadores (Dr. Marcos Cruz e Durval Oliveira). Além do apoio, tenho mantido contato quase que diário com eles. Isso tem sido muito bom. Além disso temos hoje a solidariedade dos vereadores que estão no campo da oposição, outros pré-candidatos a prefeito de Pirambu, enfim, é algo confortante neste momento para mim, minha esposa (a professora Jucileide Santana) e meu grupo político. Com certeza que eles vão opinar em nossa administração, vai haver diálogo. Administraremos juntos o município de Pirambu. Teremos ainda ajuda da Câmara de Vereadores e outros seguimentos que vão ver que Juarez é o melhor para a cidade de Pirambu”. Ele anunciou também que dois ex-secretários deles estão filiados no PCdoB e recebeu a solidariedade do dirigente histórico do partido em Pirambu “seu” Andrade.

 

Saída de Sávio do Desipe

O Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da Secretaria de Justiça do Estado de Sergipe (Sindsejes), deu entrada na manhã de ontem, 15, num ofício junto a Sejuc pedindo a exoneração do tenente-coronel Antônio Sávio do cargo de diretor do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), pelo mesmo não possuir a formação superior em Direito. “O diretor do Desipe precisa ter a formação superior em Direito e ele não tem”, disse o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da Secretaria de Justiça do Estado de Sergipe (Sindsejes), Antônio Cláudio Viana. O protesto a favor da saída do coronel Sávio foi mais visível do que até mesmo a reivindicação dos agentes contra a decisão judicial de manter a ilegalidade da greve da categoria. Além de protocolar o pedido de exoneração na Sejuc, o sindicato informou que a sua assessoria jurídica está encaminhando a mesma solicitação ao Ministério Público e a Procuradoria Geral do Estado. Sávio é indicado pelo secretário Benedito Figueiredo e foi alvo de denúncias também quando o Desipe cuidou da segurança do Cenam no ano passado.

 

Últimas do Pré-Caju – Samu

Os policiais não estavam alisando não, mas isto não coibiu a ação da malandragem… Houve elevado número de assaltos, ferimentos por arma branca e garrafadas, que foram observados em todos os pontos do percurso. Uma coisa que chamou atenção foi que profissionais do SAMU prestaram várias queixas à polícia por conta de agressões sofridas dentro do posto nos três dias. Falando em SAMU no Pré-Caju, o maior número de ocorrências continuou sendo pacientes alcoolizados, mas logo em seguidas vieram as vítimas de arma branca e espancamentos. Os integrantes de blocos elitizados não ficaram muito atrás da pipoca, não. Os recordistas de problemas com a polícia e com o SAMU foram os do Nana Banana.

 

Últimas do Pré-Caju – Emenda de Albano

Sabe qual o motivo dos cantores dos trios elétricos, principalmente dos blocos oficiais, rasgarem seda para o deputado federal Albano Franco durante o Pré-Caju? Uma emenda individual do mesmo no valor de R$ 400. Ou seja, com tanto dinheiro qualquer um passaria a noite toda chamando o mesmo de bonito, meu amor e tudo mais… Um belo mimo para o afilhado político Fabiano Oliveira…

 

Últimas do Pré-Caju – Estacionamentos

Os estacionamentos montados um pouco antes da Ponte do Riomar que ficaram isolados pela polícia e SMTT custavam R$10 antecipados já que segundo os “vigias” tinham que pagar uma comissão aos policiais que liberaram o trânsito apenas para os clientes dos estacionamentos. Parceria, como garantia um dos vigias, de um estacionamento à direita da ponte.

 

Últimas do Pré-Caju – Bloco Cajuranas

Alguns integrantes do bloco foram convidados a sair do bloco por estar portando uma caneca em formato de pênis, pois seria obsceno. Engraçado é que os homens que adicionaram peitos e bundas femininas em borrachadas  e outros apetrechos que ficavam à mostra não tinham o mesmo tratamento. É, fica claro que expor o corpo feminina ainda remonta às explorações as quais elas são vítimas.

 

Roma não é a mesma I

Roma, capital da Itália, que há séculos sedia o Vaticano, com o Papa e tudo mais, inclusive pompas a aplausos, evidentemente, não é a mesma. Existe muita gente lá que não dá bolas para o chamado Sumo Pontífice e até contesta publicamente suas idéias e pregações. Esse costume da Igreja Católica querer se meter e mandar em tudo, inclusive em coisas que somente cabe ao Estado e a comunidade decidirem, a exemplo da pílula anticoncepcional, o uso de preservativo nas relações sexuais, o uso de célula tronco e até nas leis do código penal de cada país, resulta nisso: professores e alunos de uma Universidade de Roma protestaram contra a ida do Papa Bento 16 para proferir uma palestra sobre assuntos polêmicos.

 

Roma não é a mesma II

Com o protesto, público e forte, divulgado por toda mídia, o Papa, que não é tolo, cancelou sua visitinha a essa Universidade. Por essas e outras a Igreja Católica vem se tornando antipática para muitos. Assuntos legislativos não dizem respeito a nenhuma igreja. O Estado, na maioria dos países, é laico, não adota nenhuma religião oficialmente, cabendo a cada um escolher a sua. E cada país que adote as leis que seus legisladores, eleitos pelo povo, aprovarem, não cabendo a nenhuma igreja impor o que é bom ou é ruim. Ou não?

 

Últimas do Pré-Caju – Assistência à saúde nos blocos

Assistência à Saúde nos blocos. Novamente se repetiu a situação de profissionais de nível médio da enfermagem serem identificados como enfermeiros, enganando a população. Muitas ambulâncias ao levarem os pacientes para o SAMU, demonstravam o grau de despreparo destes profissionais para emergências. Pacientes inconscientes, alcoolizados, às vezes vomitando eram transportados sozinhos na parte traseira das ambulâncias e os auxiliares muito bem acomodados na frente com o motorista. Caso viessem à aspirar seu próprio vômito, quem o socorreria? Pacientes vítimas de agressão física com sangramento, transportados sem nenhuma forma de contenção do mesmo. Cadê a fiscalização destes profissionais? A Plamed foi recordista de ocorrências deste tipo.

 

Eleições nos EUA: Sinal dos tempos I

Nunca leitores e eleitores de todas as partes do mundo, acompanham tão atentamente as eleições presidenciais nos Estados Unidos, como atualmente. Essas eleições, obviamente, sempre despertaram o interesse do mundo, mas é que, agora, homens, mulheres, jovens e velhos, querem saber que vai dirigir o país mais rico e mais poderoso do mundo. É que ficou evidente para todos e não somente para os mais informados, que o poderoso States manda e desmanda em muita coisa pelo mundo afora, a economia mundial muitas vezes depende dos humores da sua bolsa de valores e, especialmente, é ele o responsável em detonar e acirrar tantos conflitos, enfatizando-se agora o do Iraque, uma aventura sangrenta de Bush, em busca de prestígio, vender armar e equipamento de guerra e manipular o petróleo produzido ali.

 

Eleições nos EUA: Sinal dos tempos II

Com tanta coisa em jogo, o cidadão comum, do asiático até o nordestino brasileiro, vive pensando e torcendo contra Bush e vibrando, geralmente por Hilllary Clinton e o jovem negro Obama. E tem, razão. Se as guerras explodem distantes daqui, mas quem sabe um dia “eles”, os poderosos, trarão essas carnificinas para outros locais e até para América Latina! Qualquer governo que se forme no Brasil deve permanecer com a mesma política exterior, pacífica de respeitar a autonomia de todos os países, sem se meter na política e negócios internos dos mesmos, sem se impressionar e aceitar os arroubos de um Chavez ou de outro líder qualquer. A Paz é a coisa mais importante na vida da Humanidade. A convivência pacífica entre países de diferentes regimes é uma base doutrinária que deve ser seguida por todos. Nada de nenhum país querer impor esse ou aquele regime a outrem. Cada povo que escolha o seu.

 

Indique um amigo para receber ler a coluna: claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Trinta trilhões de dólares em reservas, a garantia da supremacia americana e a gasolina barata para os eleitores norte-americanos, explicam porque a invasão do Iraque é um sucesso retumbante para Bush e companhia”. Jim Holt, jornalista norte-americano.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais