Privilégio perdido

0

A luta de Flávio Conceição para anular o ato do Tribunal de Contas do Estado que o aposentou como conselheiro visa unicamente manter o foro privilegiado. Com a manutenção da aposentadoria pelo Pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe, o processo que Flávio e outras cerca de 40 pessoas respondem no Superior Tribunal de Justiça (STJ) será transferido para uma das varas da Justiça Federal em Sergipe. Era isso que Conceição queria evitar. Como não conseguiu no TJ sergipano, vai recorrer ao STJ. A decisão do Pleno do Tribunal de Justiça deixou aliviados os conselheiros do TCE, que decidiram afastar Flávio da Corte depois que ele foi preso pela Polícia Federal sob a acusação de usar o cargo para fazer lobby em favor da construtora Gautama.

Desgastado

Com apenas cinco meses de mandato, o deputado estadual capitão Samuel já está desgastado junto a setores da Polícia Militar. Colegas de farda do parlamentar não escondem a decepção com a sua atuação. Esperavam muito mais do que simples apresentações de requerimentos, como tem feito o capitão na Assembléia.

Varejo otimista

Terceira data em freqüência de público nos centros de compra, o Dia dos Namorados, que acontecerá no próximo dia 12, deve alavancar em 10% a atividade comercial de junho, em comparação aos dados do mesmo mês de 2010. A alta expectativa corresponde ao seguinte fato: os varejistas de shopping centers não sentiram o impacto das medidas políticas de combate à inflação. As empresas continuam a investir, e os consumidores, a comprar.

Posse na Fies

Foi empossa ontem a nova diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies). O empresário Eduardo Prado de Oliveira foi reconduzido à presidência da entidade para um novo mandato que vai até o ano de 2015. Em seu discurso de posse, Eduardo disse que Sergipe está no rumo certo no tocante ao desenvolvimento econômico e industrial. “Mesmo sendo o menor Estado da Federação, soube aproveitar o bom momento da economia nos últimos anos, graças a uma gestão competente e comprometida com o futuro”, frisou.

Internet popular

Engana-se quem imagina que internet móvel é algo apenas para os cidadãos com alto poder aquisitivo. Ao contrário: o número de integrantes da classe C que acessam a rede por meio de um smartphone cresce em um ritmo bastante acelerado. A explicação é simples: para muitas pessoas de classe C, D e E, é mais fácil e barato aderir a um plano de dados para seu aparelho celular do que comprar um computador e assinar um pacote de banda larga.

Fora do ar

Desde o meio dia de ontem que a TV Cidade, canal 20, está fora do ar por determinação do novo diretor da empresa Mais, Demóstenes Teixeira. Segundo a coluna foi informada, ele quer que a direção da TV Cidade pague, retroativo a janeiro passado, R$ 30 mil mensais pela fibra ótica. Os dirigentes do Canal 20 até aceitam pagar, porém discordam do valor cobrado. Enquanto isso, os sergipanos ficarão sem a programação local da nossa TV Cidade. Lastimável!

Reforma tributária

O Programa "Conversando com o Lojista" vai receber hoje o senador sergipano Eduardo Amorim. Será durante uma reunião almoço a ser realizada a partir das 12h, no Centro de Convenções da CDL. O palestrante falará sobre a Reforma Tributária, tema atual e que desperta o interesse de todos os lojistas. São convidados da CDL os associados, empresários do comércio e a imprensa sergipana.

Arrasta pé

A seccional sergipana da OAB promove amanhã a VIII edição do Grande Forró dos Advogados. A festa será animada pelo cantor e compositor Adelmário Coelho, a banda Forró das Antigas e um trio Pé de Serra. O encontro dos advogados com o ritmo mais popular do Nordeste acontecerá a partir das 21h30, no Clube da AABB, na Rodovia José Sarney, em Aracaju. E aí, vai perder?

ABGLT reage

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) lamentou a decisão do governo federal de suspender a distribuição de kits de combate à homofobia para as escolas públicas. A suspensão ocorreu após pressão da bancada religiosa do Congresso Nacional. O projeto Escola sem Homofobia, do qual o kit fazia parte, tem a intenção de enfrentar o preconceito, muitas vezes manifestado de forma violenta. O kit é composto por cadernos de orientação aos docentes e vídeos que abordavam a temática do preconceito.

Dueto

Com o título acima, a coluna Painel da Folha de São Paulo publica hoje a seguinte nota: Ao se despedir de Marcelo Déda (PT-SE), Dilma brincou: "Nunca mais cantamos…". O governador se prontificou: "Quando precisar, o gogó está afinado".

Do baú político

Ao assumir o governo Sergipe, o empresário Augusto Franco (Arena) recebeu, quase de imediato, o apoio de todos os prefeitos sergipanos, exceto do emedebista José Mota Macedo, da Barra dos Coqueiros. Mas nem este fazia oposição sistemática ao governo. Muito pelo contrário, participava de todas as solenidades no Palácio Olímpio Campos e era quem falava em nome dos demais prefeitos. Nem precisa dizer que a imprensa registrava o fato de até um líder político oposicionista elogiar as ações governistas. Soube-se depois que José Mota Macedo só não se bandeou também para a situação porque assessores diretos de Augusto Franco o aconselharam a permanecer no MDB, pois os elogios vindos da oposição tinham muito mais importância. Ademais, ao ajudar a Prefeitura da Barra, o governador mostrava que não discriminava nem aqueles que não rezavam em sua cartilha. A atitude do prefeito contrariou os emedebistas históricos, mas resultou em muitos benefícios para a população da Barra dos Coqueiros.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários