República dos Coronéis

0

O Tribunal de Justiça acatou por unanimidade o parecer da desembargadora Geni Shuster e reformou a decisão do Conselho Especial da Justiça Militar, que havia absolvido o coronel PM Antônio dos Santos. Em 2007, este oficial determinou que o carro da Polícia à sua disposição fosse entregue ao filho e a um colega de faculdade, tendo este último assumido a direção e provocado uma colisão. Denunciado, o coronel foi inocentado pela Justiça Militar, apesar do voto contrário do juiz de Direito Diógenes Barreto. O promotor Jarbas Adelino Júnior recorreu da decisão, tendo a desembargadora se baseado no voto do Juiz Militar para reformar a decisão anterior e condenar o coronel. Na apelação, o promotor afirma que “o que se percebe neste processo e na insustentável sentença absolutória é uma verdadeira República dos Coronéis, onde os oficiais de alta patente tudo podem, relegando às praças (policiais de graduação inferior) os rigores da legislação. Peço licença para, usando um famoso jargão do jornalista Boris Casoy, expor o sentimento que, cremos, permeia toda a corporação: “É uma vergonha”.

E o salário, ó!

Vergonha também é o índice de reajuste salarial dos servidores estaduais anunciado ontem pelo governo de Sergipe: 5,7%, ou seja, 0,2% abaixo da inflação de 2010. Nem precisa dizer que o “aumento” desagradou a todos. Os professores também não receberão o piso nacional da categoria e os delegados de Polícia ficaram sem os 50% de reajuste que reivindicam. O índice foi tão baixo que o governador Marcelo Déda (PT) preferiu quebrar uma antiga tradição de convocar a imprensa para anunciar o reajuste.

Quer o piso

Em nota oficial, o Sindicato dos Professores municipais de Aracaju critica o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) por não cumprir a Lei do Piso. “Não podemos permitir que o prefeito achate cada vez mais o salário dos professores de nível superior, atribuindo diferentes índices de reajuste para uma mesma categoria”, diz a nota. Segundo o Sindipema, as ações de Edvaldo demonstram falta de vontade política, descompromisso com a valorização do magistério e indisposição para o diálogo. Homem, vôte!

Reforma tributária

O Programa "Conversando com o Lojista" vai receber na próxima quinta-feira o senador sergipano Eduardo Amorim. Será durante uma reunião almoço a ser realizada a partir das 12h, no Centro de Convenções da CDL. O palestrante falará sobre a Reforma Tributária, tema atual e que desperta o interesse de todos os lojistas. São convidados da CDL os associados, empresários do comércio e a imprensa sergipana.

Posse na Fies

Está marcada para as 11h de amanhã a posse da nova diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies). A solenidade acontecerá no auditório da entidade, localizada na avenida Carlos Rodrigues da Cruz. O presidente Eduardo Prado de Oliveira será reconduzido ao cargo. Como vice-presidentes serão empossados Roberto Constâncio Vieira Filho, Antônio Carlos Araújo, Osvaldo Leite Franco, José Carlos Dalles e Ezequiel Ferreira Leite Neto.

Liberdade negada

Os presos na Operação “Arremate” desencadeada em Sergipe pela Polícia Federal, vão permanecer mais um tempo atrás das grades. É que ontem o Tribunal Regional Federal da 5ª região não acatou o pedido de liminar em favor de 14 dos 16 presos. Também ontem, o Ministério Público Federal ofereceu denúncia à Justiça contra todos os envolvidos no escândalos dos leilões públicos.

Mais um

Outro prefeito sergipano teve o mandato cassado. Agora foi a vez de Gilson dos Anjos (DEM), da Barra dos Coqueiros. A Justiça Federal o condenou por improbidade administrativa e suspendeu seus direitos políticos por cinco anos. Anteriormente, já haviam sido cassados os prefeitos de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB), Ribeirópolis, Uita Nascimento (PSB), e o de Porto da Folha, Manoel de Rosinha (PT). Apesar de cassados, nenhum deixou o cargo até agora, pois recorreram contra a punição.

Cartão de crédito

Será implantada no próximo dia 1º a segunda etapa da Resolução nº 3.919 do Conselho Monetário Nacional (CMN), segundo a qual o pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito vai subir dos atuais 10% para 15%. O objetivo é desestimular o endividamento de pessoas que pagam altos juros no crédito rotativo. A exigência aumentará para 20% em 1º de dezembro deste ano.

Veja essa…

Com o título acima, a colega Rita Oliveira, do Jornal do Dia, publica a seguinte nota: “De Jackson Barreto (PMDB) sobre a declaração do deputado federal Mendonça Prado (DEM) que o ministro Antônio Palocci ameaça a credibilidade do PT: Não quero defender Palocci, mas se Mendonça Prado faz tal afirmação, o quê o povo vai achar da Operação Navalha? O povo acha que a Operação Navalha ameaça ou não a credibilidade do DEM e do ex-governador João Alves?”.

Do baú político

Por mais inacreditável que possa parecer, o PT e o PFL – hoje DEM – já estiveram de braços dados. Foi no 2º turno das eleições de 1996 para a Prefeitura de Aracaju. O candidato petista Ismael Silva pediu e obteve o apoio de Maria do Carmo Alves, derrotada no 1º turno do pleito. A Executiva do PFL chegou a revelar possuir afinidades com o programa do PT. A Revista IstoÉ qualificou de ‘neocompanheirismo a convivência do PT de Sergipe com as oligarquias’. Ressalte-se que tanto Marcelo Déda quando Zé Eduardo Dutra ficaram contra o esdrúxulo entendimento político: “Eu já estava engolindo muito sapo nesta campanha, mas este foi grande demais para eu engolir”, reagiu Dutra. Apoiado por Jackson Barreto, o candidato do PMDB, João Gama, era melhor no programa eleitoral, enquanto peemedebistas pichavam a cidade com frases como “até tu Ismael?”, numa referência ao apoio pefelista. Abertas as urnas, Gama venceu com quase 7% de votos a mais do que o petista.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários