Saudade das urnas

0

Quem conversa com alguns políticos pensa que as eleições municipais estão logo ali na próxima esquina. Eles falam do pleito 2020 como se não estivessem a quase dois anos dele. Aliás, alguns pré-candidatos mais afoitos já tratam sobre possíveis coligações. Nem precisa dizer que a Prefeitura de Aracaju é a joia da coroa dos prefeituráveis. Eles sabem que quem a conquista fica a meio caminho do governo de Sergipe. Essa saudade das urnas deixa claro que a maioria dos políticos está se lixando para problemas como insegurança, crise da saúde, falência da educação, precariedade do transporte público, etcétera e tal. Muitos, inclusive, torcem que os atuais prefeitos não consigam honrar os compromissos de campanha, para que possam refazê-los, prometendo que a partir de 2021 tudo será bem melhor. Pra eles, é claro!

Previdência preocupa

O deputado federal Valdevan Noventa (PSC) se diz preocupado com a reforma da Previdência. Segundo ele, este projeto tem lhe tirado o sono, “afinal todos sabem do meu compromisso com a classe trabalhadora”. Na última sexta, logo após ter tomado posse, Valdevan discutiu sobre a reforma previdenciária com o deputado federal paulista Celso Russomano (PRB). Agora vai!

Loroteira

E a pastora Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, andava espalhando ser Mestre em educação, em direito constitucional e direito da família. Uma rápida investigação feita pelo jornal Folha de São Paulo desmascarou a loroteira. Na verdade, Damares se bacharelou em Direito pela Faculdade de São Carlos (SP) e em Pedagogia pela sergipana Faculdade Pio Décimo. Apanhada na mentira, a ministra saiu-se com essa: “Nas igrejas cristãs é chamado mestre todo aquele que se dedica ao ensino bíblico”. Ah, bom!

Abaixo a intolerância

As denúncias relacionadas a conteúdos ilícitos na internet aumentaram 8,29% no ano passado. Levantamento da Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos mostra um aumento de 34,15% das páginas indicadas como racistas e de 365,46% de conteúdos relacionados à xenofobia. Na comparação com 2017, no ano passado houve crescimento de 192,93% nas denúncias envolvendo páginas suspeitas de tráfico de pessoas. Uma lástima!

Dia de posses

A Câmara de Aracaju empossa nesta segunda, os novos vereadores Zé Valter (PSD) e Cabo Didi (Rede). Ambos vão substituir, respectivamente, Iran Barbosa (PT) e Kitty Lima (Rede), empossados na última sexta-feira como deputados estaduais. Em 2016, Zé Valter obteve 2.041 votos, enquanto Cabo Didi foi votado por 1.943 eleitores. Boa sorte a ambos!

Prega renovação

Quem ouve o deputado federal Sérgio Reis (MDB) percebe seu interesse em renovar o partido. Segundo ele, é preciso dar espaço às novas ideias e novos projetos que visando transformar pra melhor a vida do cidadão. Reis entende que o MDB deve acompanhar “as mudanças promovidas pelas novas tecnologias e canais de interação”. Como num recado aos veteranos do partido em Sergipe, Sérgio diz já ter passado da hora de “abandonar a forma tradicional de fazer política”. Misericórdia!

Sem privilégio

O Supremo Tribunal Federal começa a definir neste mês quais processos serão remetidos para as instâncias inferiores. Como não foram reeleitos, 25 ex-senadores e ex-deputados federais perderam direito ao chamado foro privilegiado, pelo qual só respondiam a processo no STF. Segundo reportagem do portal G1, o ex-deputado federal André Moura (PSC) figura entre os 25 ex-parlamentares com processo no STF. Homem, vôte!

Emprego dos sonhos

Veja o que publicou a colega Thaís Bezerra no Jornal da Cidade: “O que você acha de um emprego que paga um ótimo salário, oferece várias mordomias e garante 15 dias de férias antes de o felizardo começar a trabalhar? Em Sergipe existem 24 contemplados com essa mamata: são os deputados estaduais. Eles tomaram posse e, em seguida, entraram de “férias”, só devendo retornar à labuta no próximo dia 15. Quem estiver interessado num empregão desse, basta se candidatar em 2022 e, naturalmente, conseguir se eleger para a Assembleia”. Crendeuspai!

Sem resposta

Acusado de jogar pra a plateia na tumultuada eleição da Mesa do Senado, o senador Alessandro Vieira (PPS) preferiu não polemizar com o acusador: “Não vou responder a quem não tem o que fazer”, fustigou. O parlamentar jura ter coisa mais importante pra tratar, como fazer a defesa de Sergipe e do Brasil. Vieira diz ser partidário do voto aberto no Senado porque sempre defendeu “a transparência, a coragem e a capacidade de conversar com a sociedade olho no olho”. Então, tá!

Convite aceito

Convidado pelo twitter para ser o líder do governo na Assembleia, o deputado estadual Zezinho Sobral (Podemos) também usou as redes sociais para aceitar a missão: “Aceito esta tarefa com muita satisfação e agradeço ao governador Belivaldo Chagas pela confiança. Trabalharemos juntos pelo bem do povo de Sergipe”. Zezinho vai substituir na liderança governista o deputado estadual Francisco Gualberto (PT), novo vice-presidente do Legislativo.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 23 de agosto de 1919

Resumo dos jornais

Comentários