Sergipe de luto

0

Sergipe pranteia as mortes de dois filhos ilustres: o cantor e compositor Rogério e o ex-deputado federal Pedrinho Valadares (PV). O autor de “Sergipe é o país do forró” morreu na madrugada de ontem em São Paulo, onde lutava contra o câncer, enquanto Pedrinho foi vítima do brutal acidente aéreo, que também matou o presidenciável Eduardo Campos (PSB). A brusca morte do jovem político de Simão Dias levou os candidatos ao governo a suspenderem as campanhas eleitorais. Em nota, o governador Jackson Barreto (PMDB) afirma: “os sergipanos, que já haviam sentido logo cedo a morte do cantor Rogério, ficaram ainda mais entristecidos com tamanha tragédia ocorrida em Santos”. Ao tempo em que lamenta estas duas perdas irreparáveis, o blog repete o imortal escritor Machado de Assis: “que a terra lhes seja leve, amigos”.

Com a massa

Veja o que publica o jornal Folha de São Paulo: “Eduardo Campos adorava fazer campanha de rua. Em visita a Campina Grande, o ex-deputado Pedro Valadares, que também morreu no trágico acidente de ontem, chamou atenção para sua desenvoltura ao ser assediado por populares. – ‘Esse cabra é o cão chupando manga. Viu como o povo ama ele?’ – observou a uma repórter da revista "Piauí" que registrou a cena em perfil do candidato. – ‘Não tem palestra para intelectual, não tem encontro com empresário, não tem é nada. O negócio dele é o povo!’, disse Pedrinho.

Pra ser político

À família dos defuntos
Dê um brilhoso caixão,
Um ramalhete de rosas,
Aperto de mão em mão,
Diga que vá procurá-lo
Pra comer de seu pirão.

A definição acima está no bem acabado cordel ‘O ladrão e o político’, do poeta José Augusto, de Mossoró (RN).

André rejeitado

O Tribunal Regional Eleitoral negou o registro da candidatura à reeleição do deputado federal André Moura (PSC). Por quatro votos a dois, os magistrados entenderam que ele é ficha suja, pois foi condenado por improbidade administrativa pelo colegiado do Tribunal de Justiça de Sergipe. André vai recorrer, porém caso a decisão do TRE seja mantida pelo TSE, colocará nas ruas a candidatura da esposa Lara Moura (PSC) à Câmara Federal.

Queda livre

Aliados da senadora Maria do Carmo Alves (DEM) acenderam o sinal amarelo diante da pesquisa do Ibope divulgada esta semana pela TV Sergipe e que a coloca com 42% das preferências do eleitorado. É que, há duas semanas, uma consulta do Vox Popoli, que praticamente repetiu os índices apurados pelo Ibope na disputa para o governo, mostrava a senadora com 53%, ou seja, 11% a mais do que a pesquisa desta semana.

Sintrase reage

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Direta do Estado, Waldir Rodrigues, está por aqui com o candidato a governador Eduardo Amorim (PSC), que disse ter o Plano de Cargos e Salários sido feito às pressas para enganar os servidores. “Amorim está com a doença do político que fala sem ler. Ele não sabe que milhares de servidores foram beneficiados com o descongelamento e a incorporação das gratificações, maldades feitas pelos amigos dele, João Alves e Albano Franco”, reagiu Waldir. Misericórdia!

Está solto

A ministra Maria Tereza Moura, do Superior Tribunal de Justiça, concedeu Habeas Corpus ao ex-secretário de Finanças de Capela, José Edvaldo Santos. Ele estava preso desde sábado passado, juntamente com o ex-prefeito capelense Manoel Sukita (PSB), sob a acusação de lavagem de dinheiro. O advogado Manoel Caccho se encontra em Brasília tentando soltar o ex-prefeito e candidato a deputado estadual.

Cobrança aliada

O vereador Adriano Taxista (PSDB) anda contrariado com o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM).  O tucano se queixa que o aliado não atender as reivindicações da bancada governista. “Tem tempo que solicito uma simples cobertura para o tradicional ponto de táxi da Orla de Atalaia, mas até agora nada”, protesta. Segundo Adriano, a SMTT insiste em afirmar que o projeto para a construção do abrigo está pronto para licitação, “que nunca é feita”, reclama.

Nada mudou

Embora o deputado Zé Franco (PDT) tenha assumido a presidência da Assembleia, nada mudou naquele Poder. Pelo menos no site do Legislativo a deputada licenciada Angélica Guimarães (PSC) segue aparecendo como presidente da Casa, enquanto o pedetista é citado como vice. Aliás, Zé Franco não teve direito nem de ocupar o gabinete da presidência, que continua com os assessores da parlamentar cristã.

Substituição

A substituição de candidatos é prevista na legislação eleitoral vigente. No caso específico de falecimento, a substituição poderá ser requerida mesmo após o prazo de até 20 dias antes do pleito, estabelecido para os demais casos. No entanto, o partido político a que pertencer o substituído deverá pedir o registro do novo candidato “até 10 dias contados do fato” que deu causa à necessidade de substituição.

Alguém sabe?

Quando será que Sergipe vai criar a Comissão Estadual da Verdade? Há um bom tempo o governo promete instituir a comissão, porém até agora nada. E olhe que o governador Jackson Barreto (PMDB) foi preso e processado pelos truculentos militares golpistas. Portanto, é estranho que Sergipe seja um dos poucos estados brasileiros que não criaram a Comissão da Verdade. Será que estão com medo de alguém coisa? O que será?

Recorte de jornal

Publicado no Correio de Aracaju em 30 de outubro de 1926

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários