Todo cuidado é pouco

0

Há alguns anos costumo brincar dizendo que “não confio nessas coisas de computador” e que a “internet não é confiável”. Estas frases, vindo de alguém da área de tecnologia, são sempre interpretadas como brincadeira. Mas como toda brincadeira tem um fundo de verdade queria expor duas situações bastante distintas, mas que possuem em comum o fato de precisar tomar cuidado com o uso dos recursos tecnológicos.

 

Um exemplo bem prático para ter cuidado é fazer o backup dos dados importantes. Quantas pessoas fazem isso regularmente? Seria até bom ter uma estatística, mas não encontrei nenhuma fonte confiável. De qualquer forma, acho que é uma parcela baixa, já que escuto dezenas de relatos regularmente dizendo que “a máquina deu pau e perdeu tudo”. Com dados realmente sérios não se pode brincar. Precisa definir (e colocar em prática) algumas regras básicas para manter seus dados seguros. Se a base de dados não for muito grande, compre um pendrive e ponha as informações nele. Não confie muito em CDs e DVDs. Embora a vida útil dessas mídias seja bem alta, vez por outra não conseguimos fazer a leitura das informações e justamente quando a gente mais precisa. Veja quem nem estou falando do mundo corporativo. Nem quero pensar que existem empresas que não o fazem.

 

A segunda situação é uma prática cada vez mais comum entre os jovens, chamade de “sexting”, que é o envio pelo celular de imagens próprias com conteúdo erótico. Se conversar por telefone já é complicado, pois as escutas estão cada vez mais frequentes, imagine enviar fotos ou vídeos pelo celular. Vez por outra caem vídeos ou fotos na internet com essas imagens e o que vem a seguir é uma série de constrangimentos por parte da vítima. Nos Estados Unidos, uma garota acabou se matando após ser humilhada na escola, depois da publicação na internet de fotos íntimas que ela tinha mandado para o namorado. Se você acha que pouca gente faz isso está bem enganado: 22% das moças e 33% dos rapazes americanos já praticaram o sexting. É um bocadinho de gente.

 

Daria para colocar muito mais exemplos, como por exemplo transações bancárias, falsos emails, identidades virtuais (falsas), mas vamos deixar para outra coluna.

 

Tome cuidado… Nunca confie nessas coisas de internet!

 

 

Regulamentação da profissão

Na sexta-feira da semana passada teve um debate sobre regulamentação da profissão na Universidade Tiradentes. Tive o prazer de debater o tema junto com Almerindo Rehem (SEFAZ), Henrique Schneider (UFS), Mike Gabriel (ENEC) e José Walter Filho (SindPD). Uma pena que o auditório não estava cheio para a gente pudesse expor as nossas idéias para um público maior. De qualquer forma, foi proveitoso e esclarecedor já que tínhamos posições a favor e contra a regulamentação. Embora já tenha feito uma coluna sobre regulamentação, é bom sempre debater o tema.



Bing já vem trazer dor de cabeça
Usei toda a semana o novo buscador da Microsoft, o Bing. Sinceramente, não está tão distante assim do Google. O grande problema da Microsoft é oferecer o mesmo que o Google (aqui no Brasil). Se o buscador não se diferencia do Google, os usuários teoricamente não deverão ir correndo atrás do Bing. Uma coisa porém me deixou preocupado. Caso o usuário acesse a parte de vídeos, ele verá as miniaturas da busca procura e poderá dar “play” no vídeo com o simples passar do mouse sobre a miniatura, isso sem sair do site do Bing! Muito legal… Se não fosse o fato, é claro, dos usuários. Se quiser ver vídeos para maiores de 18 anos, basta desabilitar o safe search e Bing(o)! O vídeo começa a tocar. O pessoal de segurança vai ter uma tremenda dor de cabeça.

 

 

Dúvidas do futuro do Java

Depois da aquisição da Sun pela Oracle, toda a comunidade Java ficou imaginando qual seria o futuro da plataforma. No evento Java One 2009, o CEO da Oracle (Larry Alysson) fez questão de dizer que o middleware da Oracle já é 100% Java e que deverá continuar assim para a próxima geração dos aplicativos corporativos da empresa. Disse ainda que a Oracle deverá fazer grandes investimentos da plataforma, mas o modelo de negócios permanecerá o mesmo. Em outras palavras: a linguagem Java não se tornará proprietária. Neste caso a Oracle está tomando uma decisão acertada. Se ela tornasse o Java um “produto” Oracle faria com que toda a comunidade Java se voltasse contra a empresa. De qualquer forma é bom sempre acompanhar o andamento das ações da Oracle.

 

 

Comentários da coluna

Semana passada, depois do apelo aos meus 10 leitores, chegaram alguns emails comentando a coluna. Parece que agora tenho 12 leitores. Um formidável aumento de 20%. Não deixe de comentar enviando um email para andresmenendez@infonet.com.br. Até porque apareceu um spammer que encheu a minha caixa com uns 30 emails e meu percentual de mensagens realmente válidas está muito pequeno.

 


iPhone 3GS (Por Hugo Dória)
Foi lançado nesta segunda-feira o iPhone 3GS, novo modelo do celular da Apple. Dentre as novidades do aparelho vale a pena destacar:

  • Nova câmera (de 3 megapixel), com auto focos, auto exposição e auto nível de branco
  • Controle por voz
  • Possibilidade de criar e compartilhar vídeos em tempo real
  • Bússola embutida
  • Copiar e colar entre as aplicações
  • E várias outras coisas


No site da Apple há um video mostrando os novos recursos. E não, a Apple não me deu um iPhone para eu escrever este texto. Ainda.

 

 

Produtividade pessoal – como melhorar? (Por Hugo Dória)
Nas últimas semanas escrevi sobre como gerenciar melhor sua caixa de entrada, passando algumas dicas que aplico no meu dia-a-dia. Usando as dicas venho tendo ótimos resultados e aumentei consideravelmente o meu rendimento, o que me fez buscar formas de melhorar minha produtividade em vários outros pontos do meu dia.

Através do efetividade.net – um ótimo site sobre produtividade – conheci o Getting Things Done (GTD), um método eficaz de organização e produtividade pessoal que pode melhorar sua motivação e seus resultados. O método é bem interessante é há inclusive um livro sobre o assunto, que no Brasil recebeu o nome de “A Arte de Fazer Acontecer”. Parece coisa de auto-ajuda, mas não é (pode acreditar!).

Eu ainda estou começando a usar o GTD, então só devo escrever algo sobre os resultados que obtive mais para frente. Se não quiser esperar, recomendo que leia estes artigos. Ah! E se você já pratica algum método para melhorar a produtividade, não deixe de comentar e dar sugestões.

 

 

Até a próxima semana!



em tempo: final de semana terrível no esporte. O comentário fica para a semana que vem!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários