Violência política

0

O rompimento do governador Marcelo Déda (PT) com o grupo liderado pelos irmãos Amorim, ‘donos’ de 11 partidos, deixou a classe política com os nervos à flor da pele. Exemplos não faltam: primeiro foram os deputados e adversários Zezinho Guimarães (PMB) e Mundinho da Comase (PSL), que quase foram aos tapas no plenário da Assembleia. Esta semana o ex-deputado Sérgio Reis disse cobras e lagartos de sua tia e deputada estadual Goretti Reis (DEM). Já na procissão de São José, em Socorro, choveu ovo estragado contra o prefeiturável padre Inaldo Luiz da Silva (PC do B). Estes são apenas os primeiros sinais de como os ânimos estão acirrados. Portanto, ou a turma do deixa disso tenta acalmar os mais afoitos, ou a violência, que no passado era comum nas disputas políticas de Sergipe, fará muitas vítimas na campanha eleitoral deste ano.

Comprados

Da deputada estadual Goretti Reis (DEM) ao explicar porque recusou o canto da sereia, preferindo ficar na oposição: “Não me julguem por vocês, que têm preço. O que eu tenho são valores. O que eu poderia querer da vida, graças ao Senhor Jesus, já tenho". Resta saber quem são os vendidos a que Goretti se refere. Uau!

No arquivo

O ministro do TSE, Gilson Dipp, mandou arquivar o recurso apresentado pela candidata derrotada ao governo de Sergipe, Avilete Cruz. No recurso especial, ela pretendia contestar a decisão do TRE, que desaprovou sua prestação de contas de campanha. A corte sergipana negou a subida do recurso especial ao TSE sob o argumento de que faltam condições de admissibilidade ao recurso, já que não estaria demonstrada a ofensa à lei.

Campo ampliado

A Petrobras e a Produman realizam às 10h de amanhã a solda inaugural do Projeto de Ampliação de Produção do Campo de Carmópolis. O Projeto consiste na construção de um sistema geral de tratamento de óleo, ampliação do sistema de tratamento e injeção de água e adaptação de oito estações satélites, com um investimento de R$ 306 milhões. No pico da obra serão gerados dois mil empregos. Após a ampliação, a produção atual de petróleo será acrescida 35% até o ano de 2015. Legal!

Casa alheia

Ninguém manda ou pode interferir na casa do outro. A frase é do presidente da seccional sergipana da OAB, Carlos Augusto Monteiro, ao comentar a briga política provocada pela eleição antecipada da Mesa Diretora da Assembleia. Segundo ele, ficou claro que o Executivo quis ultrapassar os limites que o separam do Legislativo, que é um poder independente. Na teoria até que é, mas será que na prática essa independência existe?

Vende mais

O comércio de produtos sergipanos para o exterior no mês passado somou US$ 17,4 milhões. Este foi o maior volume mensal exportado por Sergipe nos últimos quatro anos. Entretanto, no mês analisado, a balança comercial sergipana apresentou déficit de, aproximadamente, US$ 6,9 milhões. A informação é do Boletim Sergipe Econômico Fies/UFS com base em dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Nome limpo

E aí, está com o nome sujo na praça? Pois a Serasa lançou a Campanha de Recuperação de Crédito para o Dia das Mães deste ano. Estão sendo oferecidas às empresas, além das soluções de recuperação e concessão de crédito, ferramentas de prospecção de novos clientes. O Dia das Mães foi escolhido por ser a segunda melhor data de vendas no ano, atrás apenas do Natal.

Banco dos réus

Mais um político sergipano foi condenado por mal uso de verbas públicas. Agora foi a vez do ex-prefeito de Estância, Gevani Bento Vieira Ramos. Ele foi acusado pelo abandono da construção de uma quadra de esportes cuja estrutura metálica acabou desabando. Bento teve os direitos políticos cassados por seis anos e terá que pagar uma multa de R$ 100 mil. O condenado recorreu contra a decisão da Justiça.

Chupa de peito

E o deputado federal Heleno Silva (PRB) não gostou do “chupa de peito” que recebeu do governador Marcelo Déda (PT) por ter criticado a suspensão do programa de distribuição de leite às famílias carentes do sertão. “Déda sabe que estou com ele desde 2002, quando votamos em Zé Eduardo Dutra para o governo”, reagiu Heleno. Ele nega que tenha tido a intenção de atingir a secretária Eliane Aquino, responsável pela execução do programa.

Do baú político

No final da década de 70, a Justiça decretou a prisão preventiva do astrólogo Souza Filho, acusado de ter participado um homicídio. Com amigos influentes no governo, ele mandou recado dizendo que não se entregava e que a Polícia não o prendia vivo. Por azar, acidentou-se e teve que ser internado no Hospital de Cirurgia, em Aracaju. A Polícia cercou a unidade hospitalar, porém, misteriosamente, Souza Filho conseguiu escapar. Dias depois, o então delegado de Maruim, capitão Tadeu Cruz, o prendeu ainda com a mão enfaixada por causa do acidente. Ao interrogá-lo, o militar quis saber como o procurado conseguiu fugir do Hospital se toda a área estava cercada. “Porque seu colega foi mais inteligente do que você. Ele entrou em meu quarto como capitão e saiu promovido a major”, respondeu o desaforado astrólogo. A declaração irritou o governador José Rollemberg Leite, que mandou apurar o fato, mas as investigações terminaram sem qualquer resultado prático, antes que Souza Filho ganhasse a liberdade, coisa que não demorou muito.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais