Vírus (de verdade)

0

Infelizmente desde o final de semana o vírus da gripe me pegou e por este motivo não consegui fazer a coluna a tempo. Seguem duas anotações que tinha feito ao longo da semana e uma de meu amigo Hugo, que na semana passada não escreveu porque foi para o show do Iron Maiden em Recife.

 

Briga a vista

Como todo mundo já sabe, o Skype foi para dentro do iPhone. Ótimo.. Só que ele só pode ser usado via wi-fi, nada de uso em redes 3G? Why? Ora… Queda de receita das operadores. Já imaginou você poder ligar para seus amigos sem ter que fazer uma ligação “de verdade”? É exatamente isso que elas não querem abrir. Sempre o dinheiro fala mais alto. Entretanto, um grupo, chamado de Voice On Net (VON), foi montado por gente peso-pesado como Google, Microsoft, Intel e a própria Skype, para sensibilizar as autoridades europeias para adotar normas que deixem que os consumidores tenham acesso aos seus serviços via smartphones, em qualquer rede pública. A briga promete, até porque o Skype vai para os aparelhos BlackBerry e Nokia.

 

Portabilidade Numérica

Mais de 930 mil pedidos para troca de número de celular (meu sogro é um deles). Não sei quantos telefones pós-pagos têm o Brasil, mas quase um milhão de trocas é um número consideravelmente alto. Isso só mostra como estamos insatisfeitos com os serviços prestados pelas nossas operadoras. Na verdade, eu já tive telefone da TIM, da Vivo e da Oi. Posso dizer que não fiquei satisfeito em nenhuma delas. Só falta ter telefone da Claro para poder dizer que todas são ruins.

 

Software Livre também é economia para o Estado (por Hugo Doria)

 

Pelas contas do Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO), os cofres públicos já  economizaram mais de 370 milhões de reais com o uso de softwares livres no governo. Este valor foi gerado a partir de informações da Pesquisa de Software Livre, aplicada ano passado pelo CISL (Comitê de Implementação de Software Livre). Ao que parece a economia foi ainda maior que o valor divulgado, já que apenas 62 instituições, das 99 participantes do CISL, responderam a pesquisa.

 

O diretor-presidente do SERPRO, Marcos Mazoni, afirmou ainda que a redução de gastos não é o ponto mais relevante do uso de plataformas abertas no governo. De acordo com ele “a principal vantagem é a possibilidade de investir em inteligência tecnológica nacional e disseminar a lógica de cooperação e compartilhamento nas instituições governamentais, tornando a administração de TI pública mais eficiente, ágil e justa”.

 

Economizar dinheiro, principalmente o público, é sempre bom. Melhor ainda é saber utilizar e/ou investir corretamente estas economias, mas será que isto está sendo feito? Eu, pelo menos, não tenho visto muito movimento nesta área.

 

Até a próxima semana!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários