A luta continua para o curso de Artes da UFS

0

Após oito anos de funcionamento, o curso de Artes da Universidade Federal de Sergipe – UFS -, foi finalmente reconhecido. A boa notícia saiu no Diário Oficial do dia 23 de dezembro de 2002, quando foi publicada a portaria do MEC. Agora, a luta de alunos e professores ressurge em outras frentes. “Continuamos em busca de equipamentos modernos para os nossos laboratórios, inclusive em fevereiro iremos reiterar um pedido de compra à Reitoria. Também passaremos por uma reformulação da grade curricular do curso e, fora dos muros da Universidade, estamos brigando pela profissionalização do mercado de trabalho em Sergipe”, explica o professor Otávio Luiz Cabral, vice-presidente do Colegiado de Arte e Comunicação. Atualmente, 80 alunos estão freqüentando as aulas do curso, que passou a se chamar Licenciatura em Artes Visuais. Segundo o professor Otávio Luiz, devido ao crescente interesse pela área, alunos egressos da UFS, e também da Universidade Tiradentes, têm procurado organizar a categoria. “Existe a necessidade da valorização do professor de artes, dentro da sua área. Até hoje, infelizmente, encontramos, por exemplo, professores de Geografia ensinando Artes. Isso deve acabar. Os professores devem tomar posse da sua cadeira”, diz o professor.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais