Adolescente de 13 anos baleado em Japaratuba morre no Huse

0
A vítima estava internada no Huse desde segunda-feira. (Foto: SES)

Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para recolher na tarde da última quarta-feira, 23, o corpo da segunda vítima decorrente de um homicídio registrado no domingo, 21, no município de Japaratuba. A vítima é um jovem de 13 anos que estava internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Ele foi baleado junto com o pai em Japaratuba.

O adolescente foi internado no hospital com a constatação de choque hipovolêmico, estado em que a vítima perde grande quantidade de líquidos e sangue e o coração fica incapaz de bombear sangue e oxigênio para o corpo. Ele chegou a ser operado em situação de urgência, mas veio a óbito às 8h27 da segunda-feira.

Anteriormente, o seu pai, de nome Eduardo Bomfim dos Santos, 34, já havia falecido em decorrência do mesmo crime, quando indivíduos arrombaram a sua residência e dispararam contra pai e filho. Enquanto Eduardo teve seu óbito registrado ainda na cena do crime, seu filho foi transferido para o Huse em estado grave pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, vindo à óbito na quarta-feira.

O crime

O comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, major Joaldo, detalhou ao Portal Infonet que uma viatura fazia rondas na região quando foi acionada para uma suposta troca de tiros no conjunto Albano, conhecido como ‘Babilônia’, e que teria vitimado pai e filho no local.

“Ao chegarmos na rua, nos deparamos com populares na frente da residência e dentro dela encontramos um jovem de 13 anos que havia sido atingido por um disparo no tórax e que estava prestes a ser levado para a Clínica de Saúde de Japaratuba. Na sala, encontramos um senhor de nome Eduardo, deitado no chão e já sem vida”, relata.

Conforme a polícia, o crime foi praticado por, pelo menos, duas pessoas que utilizaram um alicate para arrombar o cadeado do portão e adentrar a residência onde estavam as vítimas. Além do atentado, os policiais registraram, através de testemunhas, que os acusados teriam fugido do local efetuando disparos para cima.

A delegada responsável pelo caso, Heiliara Farias, irá investigar a origem dos disparos de arma de fogo deflagrados no município de Japaratuba. Além das duas pessoas atingidas, os bandidos teriam disparado para o alto e em direção à sede da Câmara de Vereadores do município.

por Daniel Rezende

Comentários