Aracaju terá nova sinalização turística

0

Sinalização será instalada em até 180 dias (Foto: Ascom/Funcaju)
Informar os sergipanos e conduzir os turistas aos lugares mais encantadores da capital. É o que busca a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) com a implantação de sinalização turística na cidade, seguindo o padrão de placas indicativas existentes nas capitais de todo o país.

O projeto, desenvolvido pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esportes (Funcaju), será realizado em quatro etapas e conta com investimentos na ordem de R$ 2,4 milhões. Os recursos são resultado de convênios firmados entre a PMA e o Ministério do Turismo.

A ordem de serviço foi autorizada pelo prefeito Edvaldo Nogueira no último dia 27, quando também foram assinados outros contratos para a melhoria do trânsito em Aracaju. O projeto de sinalização turística prevê a instalação de placas indicativas em locais com grande fluxo de turistas, como praias e a região do Centro Histórico. O prazo para que as empresas Sinalmig e Sinales Sinalização realizem o serviço é de 180 dias.

No total, serão implantadas 176 placas de poliester reforçadas com fibra de vidro, utilizando película refletiva de alta intensidade, contendo informações dos pontos turísticos da capital, serviços e localidades. “Elas permitirão aos visitantes saber onde estão localizadas as praias, aeroporto, rodoviária, além de indicar BR”s e o sentido para as capitais vizinhas como Maceió [AL] e Salvador [BA]”, explicou a assessora especial da SMTT, Sheila Thereza Vieira Santos.
Benefícios

De acordo com o presidente da Funcaju, Waldoilson Leite, o projeto é um passo importante para a cidade. “A sinalização turística vai beneficiar tanto quem chega pela BR como pela ponte Joel Silveira, além de quem vem do aeroporto”, explicou. Ainda de acordo com ele, para definir os locais contemplados pelo projeto, a diretora de Turismo da Funcaju, Tanit Bezerra, teve diversas reuniões com a equipe técnica da SMTT.

Fonte: Ascom/Funcaju

Comentários