Choque prende ex-presidiários com drogas e moto roubada

0

Foram apreendidos 300 gramas de crack / Foto:Portal Infonet

Uma denúncia ajudou o Batalhão de Choque da Polícia Militar a identificar e prender três pessoas acusadas de tráfico de drogas e de roubo, entre elas dois ex-presidiários. O flagrante se deu na última segunda-feira,4, no bairro Industrial.

Foram apreendidas com o trio 300 gramas de crack, R$ 820 em pequenas notas arrecadadas com a venda da droga e uma motocicleta Honda Biz IOO-6348, que havia sido tomada de assalto no dia anterior. O caso foi registrado na Delegacia Plantonista.

Os acusados foram identificados como Manoel Messias dos Santos, 21 anos, que estava com a moto roubada, e os ex-presidiários Wisley Santana Martiliano, 22, e Cícera Maria Santos, 33, que tem um relacionamento amoroso. Cícera é ex-presidiária e cumpriu pena por homicídio e tráfico de drogas. Já Wisley estava em liberdade condicional desde setembro de 2009, mas foi condenado à prisão mais uma vez recentemente, por roubo, e estava foragido desde então.
 
Segundo o comandante da Força Tática do Choque, capitão George Melo, a ação teve início no final da tarde, quando o Batalhão recebeu a informação de que um homem estava trafegando com uma moto possivelmente roubada. “Designamos uma equipe para verificar o fato e ela descobriu que Manoel Messias conduzia a moto com restrição de roubo e que o crime havia ocorrido no dia anterior. O acusado ainda portava o documento da moto, que ele também roubou”, disse, revelando que a Biz já foi devolvida ao pai da proprietária.

O relato da vítima ajudou a confirmar a autoria do crime. “A estudante que foi assaltada disse que Manoel usou uma arma de fogo na abordagem, então a guarnição convenceu o acusado a entregar o revólver. O preso então levou os soldados até a casa de Wisley e Cícera, também no Industrial, onde foram não foi encontrada a arma, mas 300 gramas de crack – metade em pedras já prontas para venda e dinheiro arrecadado com o comércio ilegal”, reforçou George.

Ainda de acordo com o comandante da Força Tática, a motocicleta que foi apreendida seria utilizada como moeda de troca para abastecer o tráfico de entorpecentes. “O veículo seria trocado por mais crack pela quadrilha e é por isso que precisamos combater com veemência o tráfico , pois ele cria a oportunidade para outros crimes. A população pode de deve continuar a ajudar no enfrentamento a esse crime, denunciando”, acrescentou o capitão.

Com Informações da SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais