CUT em Sergipe tem novo presidente

0

No último final de semana, cerca de 150 membros de sindicatos filiados a CUT – Central Única dos Trabalhadores – elegeram, durante a realização do 9º Congresso da CUT/SE, a nova diretoria da entidade, que vai comandar os destinos da CUT no Estado pelos próximos três anos. O novo presidente em Sergipe é o sindicalista Antônio Carlos da Silva Góis, membro da direção do Sindisan, que é o sindicato dos trabalhadores da Deso. A nova vice-presidente é a professora Ângela Maria Melo, da direção do Sintese – Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe. Góis e Ângela foram eleitos com 64% dos votos válidos. A chapa vencedora, intitulada “Construindo a CUT com autonomia e independência”, foi apoiada pelos grupos Articulação de Esquerda e Articulação Sindical, ambos do PT. Outras duas chapas também concorreram: a apoiada pela Corrente Sindical Classista, do PCdoB, e o PT Classista, que obteve 22,67%. A terceira chapa foi a do MPS – Movimento por uma Tendência Socialista, apoiada pelo PSTU, que teve 13,33%. O novo presidente da CUT/SE, Antônio Góis, disse que o 9o Congresso aprovou algumas resoluções muito importantes, entre elas, a defesa por uma Previdência pública, social, solidária e por repartição, luta contra a proposta de previdência que está sendo encaminhada pelo Governo e que prevê o desconto para os aposentados; além da defesa de uma reforma tributária que taxe as grandes riquezas; e redução da taxa de juros. “Como o próprio nome da chapa diz, queremos uma central autônoma e independente. Os companheiros precisam ter a compreensão histórica de que temos um presidente da República do PT, mas a CUT manterá a defesa intransigente dos trabalhadores”, disse Antônio Góis. Por Cristian Góes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais