Debate não mudou votos

0

O debate entre cinco dos seis candidatos a governador de Sergipe – ficou de fora o professor Celestino, porque o seu partido não tem representação no Congresso Nacional – na noite da última terça-feira pode ter dado mais visibilidade aos candidatos, levado uma boa audiência para a TV Sergipe e propiciado ao distinto público um contato mais demorado com os pretendentes ao cargo de governador.

Não teve, porém, a pretensão de mudar o voto de quem já está decidido com o seu voto nas urnas, a 1º de outubro próximo. Isso é o que podia se depreender em conversas com aqueles que viram e ouviram o debate, apontam esta ou aquela falha nos concorrentes, mas já se diziam satisfeitos porque o seu voto já está pautado há pelo menos 20 dias.

Há naturalmente aqueles que acham que Deda ganhou o debate ou o próprio governador João Alves se saiu melhor. É tudo uma questão de opinião e partidarismo. Todos concordam pelo menos em uma coisa: o debate foi muito tarde (começou as 10h35) e muita gente não o assistiu justamente por isso. “Eu até gosto de ouvir o debate, né moço, mas naquele horário não dava eu já estava no segundo sono quando ele começou”, começou uma senhora idosa na fila do banco.

P
or Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais