Defesa Civil de Aracaju alerta para chuvas até a quinta-feira, 21

0
Ainda na manhã desta terça-feira, 19, foi emitido alerta através do serviço SMS 40199 (Foto: Defesa Civil de Aracaju)

Com base no aviso emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que indica chuvas para as próximas 24h, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), reforça o monitoramento e mantém suas equipes em atenção. Ainda na manhã desta terça-feira, 19, foi emitido alerta através do serviço SMS 40199, da Defesa Civil, de maneira que a população, especialmente de áreas de risco, se mantenha em atenção.

“Permaneceremos em atenção para atuar no atendimento dos chamados que possam ocorrer através do número emergencial 199. Nossas equipes também percorrem pontos estratégicos da cidade para atender as necessidades que possam surgir”, assegura o secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, que destaca a atuação integrada de diversos órgãos da Prefeitura de Aracaju.

Há probabilidade de o acumulado de chuvas chegar a 50mm, no período indicado pelo alerta. Até o final da manhã, as precipitações acumularam 35mm, em 6h. “Os nossos esforços são preventivos, mas estamos preparados para uma rápida resposta diante da intensificação das chuvas que podem atingir a capital”, acrescenta o secretário.

O coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Sílvio Prado, informa que durante a manhã houve o registro de seis chamados através do número emergencial do órgão. “Três dessas ocorrências estiveram diretamente relacionadas à chuva. Os registros são dos bairros Palestina e Lamarão. As demandas foram prontamente atendidas por nossas equipes, que realizaram avaliação de risco e adotaram as providências necessárias”, afirmou.

As previsões apontam instabilidade climática até a próxima quinta-feira, dia 21. Por isso, além das providências diante do alerta emitido nesta terça, haverá atenção para a situação dos próximos dias, para o reforço das medidas preventivas de modo a evitar possíveis transtornos à população.

Fonte: PMA

Comentários