Direito de Resposta

0

A Ouvidoria da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc) se pronunciou a respeito da nota veiculada na coluna do jornalista Cláudio Nunes, publicada no último dia 30 de dezembro. A nota questiona uma possível propaganda pessoal do diretor do Procon, Álvaro Amazonas.

Confira resposta da Sejuc na íntegra: 

A respeito da matéria intitulada E QUANDO O PROCON COMETE IRREGULARIDADE?, veiculada na coluna do conceituado jornalista Cláudio Nunes em 30/12/2006, através desse não menos conceituado provedor, gostaria de esclarecer, na qualidade de Ouvidor da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania, que a mensagem de final de ano que o Procon está divulgando através de outdoors foi paga por familiares do bel. Álvaro Amazonas – diretor do órgão em Sergipe, que são proprietários de duas empresas que exploram o serviço de propaganda através dessas peças publicitárias. A assinatura foi uma forma da família registrar orgulhosamente o nome do ente
querido. A Sejuc não pagou qualquer despesa com a publicidade. 

Salvador Braulino Sobrinho 
Ouvidor da Sejuc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais