Estudante de medicina e enfermeiras estavam na reunião em Macambira

0
Registro publicado nas redes sociais de um dos participantes da festa (Foto: redes sociais)

A Polícia Civil confirmou que um estudante de medicina e duas enfermeiras estavam no grupo que desrespeitou decreto governamental, se reunindo em uma festa no município de Macambira no último domingo, 3.

De acordo com a delegada Lauana Guedes, parte do grupo já prestou depoimento. “Identificamos essas pessoas e providenciamos as devidas intimações. Algumas pessoas já foram ouvidas e confirmaram que agiram em desrespeito às medidas de saúde preventivas impostas pelo decreto governamental, enquanto assistia aos shows apresentados em plataformas digitas, as conhecidas lives”, detalha.

Ainda de segundo a delegada, o grupo disse que a frase “Mãe, eu gosto de casa cheia, não adianta reclamar. A farra é aqui. Reclama lá na delegacia e manda vir me prender” foi apenas uma brincadeira. “O grupo alegou que a frase ofensiva à Polícia era brincadeira entre um deles, o estudante de medicina, e a própria mãe”, conta.

A delegada Lauana Guedes explicou também que a Polícia Civil teve acesso a duas fotos e concluiu que pelo menos 11 pessoas desrespeitaram o decreto. “Além dessa foto que foi difundida, a Polícia conseguiu acesso à outra foto com o mesmo grupo, com exceção de uma pessoa, bem como outra que não estava na primeira foto. Deste modo, 11 pessoas vão responder pelos delitos de desobediência e infração de medidas sanitárias preventivas, ambos previstos no Código Penal Brasileiro”, finaliza.

Por Verlane Estácio

 

Comentários