Funcionários da Câmara denunciam Sérgio Góis por cortes salariais

0

O Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Municipal de Aracaju (Sindiplema) protocolaram hoje, 31, no Ministério Público, uma ação contra o presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), vereador Sérgio Góis. Os funcionários acusam o parlamentar de ter cortado direitos salariais já efetivados na gestão anterior, que tinha a frente da Casa o vereador Zeca da Silva. As reclamações começaram nessa segunda-feira, 29, quando os trabalhadores da CMA receberam seus salários.

“Nosso salário foi tirado bruscamente. Os servidores estão desesperados, todos com compromissos financeiros a cumprir”, disse a presidente do Sindiplema, Eleneide Lessa. Segundo ela, o vereador cortou do salário os acréscimos relativos a promoções e incorporações de tempo integral. “Eu recebi R$ 275 de salário, e recebia um pouco mais de R$1.000”, declara a funcionária Maria Edivan do Carmo.

Marida Edivan e Eleneide, ambas do Sindiplema
Todos os 210 funcionários da CMA tiveram o salário reduzido quase pela metade. “Agora, ele não cortou as mordomias dele, e garanto que não vai cortar”, desabafa Edivan. Os servidores não compreendem como a antiga gestão conseguia cumprir com os compromissos acordados e a atual não – precisando fazer cortes.

Os funcionários ainda comentam que quando o vereador se candidatou à presidência da Câmara, não teve o apoio da classe. “Nós não queríamos o vereador Sérgio Góis, porque desde a primeira gestão ele só “machuca” o servidor”, diz Edivan. “Nós não temos nada contra a pessoa dele, só queremos uma resposta da administração da CMA”, fala a presidente do sindicato, Eleneide.

Segundo o sindicato, os acordos salariais firmados entre eles e a Câmara estão na legalidade e tiveram sempre a presença dos representantes jurídicos, Adi Bandeira e Álvaro Fraga. A denúncia no Ministério Público foi protocolada na promotoria de Justiça do Patrimônio Público e deve ter uma resposta brevemente. Até o fechamento da matéria o vereador Sérgio Góis não havia se pronunciado sobre o assunto.


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais