Homem estupra, amarra adolescente e morre em confronto com a PM

0

Um homem de 42 anos, acusado de estuprar e abandonar uma adolescente amarrada, morreu em confronto com policiais militares no município de Nossa Senhora da Glória. O acusado, Antonio Vieira da Silva, foi localizado na casa dos pais dele, na mesma localidade onde o crime de estupro aconteceu na manhã do sábado, 23. De acordo com informações do major Joaldo Vicente do Nascimento, comandante da Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac), a vítima tinha 17 anos e estava sozinha na residência quando o acusado chegou, a dominou e, após cometer o crime, fugiu.

Conforme os primeiros levantamentos realizado pela equipe do Ciopac, o companheiro da adolescente saiu pela manhã para ir à feira, no povoado Mandacaru. Retornando à casa, encontrou a companheira em um dos compartimentos do imóvel. Ela estava amarrada e apresentava os sinais do estupro, conforme o major Joaldo Vicente. Os policiais militares estavam atendendo a uma outra ocorrência quando foram acionados para atender àquela ocorrência. “O acusado já era conhecido na região e tinha mandado de prisão por homicídio”, informou o major. O homicídio ocorreu em Monte Alegre, segundo o major.

Ao identificar o acusado, os policiais militares seguiram em perseguição e o localizaram na residência dos pais no povoado Mandacaru. O acusado estava escondido em um quarto do imóvel e, quando percebeu a aproximação dos policiais, disparou tiros. Os policiais revidaram e houve troca de tiros no local. O acusado foi atingido e socorrido, mas morreu no Hospital Regional de Nossa Senhora da Glória.

A polícia apreendeu a arma, um revólver de calibre 38, que teria sido utilizado pelo suspeito no confronto com a Polícia e estava com três munições deflagradas. O corpo de Antonio Vieira chegou ao IML à 1h50 da madrugada do domingo, 24.

por Cassia Santana

 

Comentários