Na prática, Aracaju ainda é carente de acessibilidade e inclusão

0
Seminário discute direitos das pessoas com deficiência (Foto: Portal Infonet)

“Arte de Incluir” é o tema da 7ª Semana Aracaju Acessível que até o dia 22 promove uma série de atividades voltadas para a inclusão e acessibilidade. Nesta terça-feira, 17, profissionais, ativistas e influenciadores da acessibilidade estão reunidos em palestras e mesas redondas no 6º Seminário Aracaju Acessível, que acontece na Sociedade Semear, na capital, até às 17h, para tratar de situações protagonizadas por pessoas com deficiência em busca dos seus direitos para ter acesso à cultura, turismo, esporte e lazer, de acordo com o que determina o artigo IX da Lei Brasileira de Inclusão a Pessoa com deficiência (nº 13.146/2015).

O vereador Lucas Aribé, que também é um dos fundadores do Instituto Lucas e Mariana Aribé de Acessibilidade para a Inclusão de Pessoas com Deficiência (Iluminar) que promove o seminário, conta que ainda falta muita coisa em Aracaju para que as pessoas com deficiência tenham seus direitos respeitados.

Ainda enfrentamos uma situação bem carente no estado e na capital sergipana. Precisamos de uma atenção maior por parte dos gestores, do setor empresarial, da sociedade civil, para que em conjuntos, possamos traçar metas e planos que realmente tragam esse direito a prática. Se olharmos para os espaços de fomento a cultura que temos aqui, museus, teatros e centros culturais, eles não têm acessibilidade plena. Isso também vale para as praças desportivas, para os equipamentos de turismo, parques, então todos esses espaços precisam garantir o direito de qualquer cidadão de usufruir disso, e a gente ainda está muito aquém do necessário”, ressalta.

Vereador Lucas Aribé diz que Aracaju e Sergipe ainda estão aquém do que é necessário (Foto: Portal Infonet)

Lucas lembra que as leis já existem, o que precisa são que elas sejam colocadas em prática com planejamento, estratégias, ações e metas a serem alcançadas a curto, médio e longo prazo. “Infelizmente a gente ainda precisa de eventos como este e outros que acontecerão para que as pessoas pelo menos possam usufruir de alguma forma desses espaços. Se não é possível tornar todo o ambiente acessível, que se faça o que a lei chama de adaptação razoável, que é quando aquela pessoa tem pelo menos um acesso a todos esses espaços. Não precisamos de mais leis, temos leis até demais, precisamos mesmo é colocá-las em prática”, finaliza. 

Programação

18/09
8h às 16h – 4º Encontro da Rede de Leitura Inclusiva de Sergipe. Um dia inteiro de diálogo e vivências literárias inclusivas, a exemplo das contações de histórias e das rodas de leitura, oficinas, além de visitas à Biblioteca itinerante do Sesc, à Trilha da Inclusão e ao Jardim Sensorial. – Local: Mirante da Treze de Julho.

19/09
8h às 22h – Observatório de Acessibilidade da cidade de Aracaju – Apresentação das condições de acessibilidade dos diversos espaços de esporte, cultura, turismo e lazer visitados durante os meses de agosto e setembro pelos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unit. A mostra será instalada no Auditório A do Bloco G – Unit Farolândia

18h às 20h – Desfile de Moda Inclusivo – A proposta consiste em levar às passarelas a diversidade humana, na perspectiva de oferecer à sociedade um show de inclusão social e cidadania. Acontecerá no Shopping Riomar e terá participação especial da Galera do Click Aracaju.

20/09
9h às 11h – Sessão Especial em homenagem ao Dia Nacional e Municipal de Luta da Pessoa com Deficiência – Pessoas com deficiência que se destacam no enfrentamento às adversidades utilizam a tribuna para falar sobre suas vivências no âmbito do esporte, cultura, turismo e lazer em Aracaju. Acontecerá na Câmara Municipal de Aracaju.

12h – Almoço com Acessibilidade. No restaurante-escola, alunos do Senac aprendem na prática sobre o atendimento às pessoas com deficiência. Local: Cacique Chá Bistrô (Rua Propriá, 774).

16h – AcesseBike – Passeio ciclístico passando por pontos turísticos da Orla da Atalaia, saindo da sede do Bike Beach (em frente ao caranguejo gigante). Ao fim do percurso, acontece o Bike Cine, onde será exibido um filme com recursos de acessibilidade, seguido de debate. Para encerrar a noite, haverá uma roda de samba.

21/09
8h às 12h – Jogos Cidadãos – Manhã de atividades envolvendo esportes e jogos diversos, como bodyboard adaptado, vôlei sentado, pipa, corrida de cem metros com olhos vendados, queimado, judô, jogos de mesa (dominó, dama e xadrez) e outro. Local: Espaço Estrelas do Mar, no Bar e Restaurante Sollarium, na Praia de Aruana.

14h – 99Jam + Adol3tra. Desafio de desenvolvimento de games com o tema “Acessibilidade”. Local: Rua João Batista Freire, 25, Conjunto Sol Nascente, Bairro Jabotiana.

22/09
8h às 12h – Caminhada pela Acessibilidade. Este ano a caminhada começará nos Arcos da Orla da Atalaia, com os filhotes de tartarugas marinhas adentrando ao mar. Na sequência os presentes partem em direção à Praia da Cinelândia, realizando no percurso vivência inclusiva de limpeza da praia.

16h30 – Missa em Ação de Graças. Local: Catedral Metropolitana, Rua Propriá, 222.

18h – Culto de Gratidão. Local: Igreja Verbo da Vida, Rua Campo do Brito, 1.247, Bairro São José.

Por Karla Pinheiro

Comentários