Vereador lembra o Golpe de 64

0

Na Câmara de Vereadores, o Golpe de 1964 também foi lembrado, desta vez pelo vereador Antônio Góis – também vítima de prisão e de tortura pelos militares que conduziram os atos de exceção. Disse que foram os tenentes de 22 e os coronéis de 37 os arquitetos do Golpe de 1964. “Na nossa história o que podemos observar é que as Forças Armadas têm uma formação golpista. Espero que isso tenha acabado de uma vez por todas”. Argumentou que o Golpe foi tramado nos gabinetes do governo norte-americano em concomitância com os militares brasileiros. Lamentou que os militares tivessem sido levados a Palácio pelos políticos e houve a legitimação do poder dada pelo próprio parlamento.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais