Filarmônicas do interior se apresentam no Culturart no Palácio

0
Jovens integrantes das bandas filarmônicas Lira Carlos Gomes, de Estância, e Lira Paulistana, de Frei Paulo, se apresentaram na tarde desta sexta-feira, 15, na Praça Fausto Cardoso, em frente ao Museu Palácio Olímpio Campos (Foto: Portal Infonet)

Jovens integrantes das bandas filarmônicas Lira Carlos Gomes, de Estância, e Lira Paulistana, de Frei Paulo, se apresentaram na tarde desta sexta-feira, 15, na Praça Fausto Cardoso, em frente ao Museu Palácio Olímpio Campos. O evento faz parte da primeira edição do projeto “Culturart no Palácio”. A iniciativa foi desenvolvida pela Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap), que tem como objetivo promover e incentivar os artistas do Estado.

A secretaria da Funcap, Conceição Vieira, ressaltou que esse evento é fruto da integração dos órgãos ligados a cultura, como a Secretaria de Estado da Cultura e a Fundação Aperipê, que originou a Funcap. “Nós entendemos que é importante revitalizarmos o centro histórico de Aracaju. E o museu Palácio Olímpio Campos é um grande exemplo da história rica de Sergipe”, afirma.

Secretária Conceição Vieira, da Funcap (Foto: Portal Infonet)

Ainda segundo Vieira, o diferencial desse projeto é resgatar a memória coletiva de Sergipe, trazendo novamente à cena as bandas filarmônicas de interior para os moradores da capital. “Além do mais, o projeto visa fortalecer nossas filarmônicas. Agindo dessa maneira, nós também estaremos preservando nossa cultura”, ressalta. Ela deixa claro também que há a intenção de se realizar quinzenalmente apresentações como essa em alguns pontos culturais de Sergipe.

A diretora da Funcap, Anúbia Melo, também reitera a importância dessa aproximação entre bandas filarmônicas do interior e o público de Aracaju. “Essas bandas são incríveis. É importante que as pessoas tenho acesso a essa maravilha que são esses meninos tocando”, conta.

Anúbia ainda relata que ambas as filarmônicas que se apresentaram nesta tarde irão ganhar alguns instrumentos musicais. “Elas foram contempladas através do edital Leozírio Guimarães e vão receber nove instrumentos musicais cada uma. É uma maneira de incentivarmos ainda mais o trabalho de todos os envolvidos para a preservação das bandas filarmônicas”, acrescenta.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

Comentários