Núcleo prorroga edital de oficinas de audiovisual até 15 de novembro

0
O edital foi prorrogado até o dia 15 de novembro (Foto: Marco Vieira)

Com o objetivo de permitir maior adesão por parte dos cidadãos aracajuanos ligados à área de audiovisual a Prefeitura de Aracaju, através da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), prorrogou o edital de Seleção de Oficinas Livres de Audiovisual até o dia 15 de novembro.

De acordo com o documento, as propostas deverão contemplar atividades práticas, lúdicas e de fruição artística, especificamente do setor audiovisual, que contribuam com o avanço da autoestima e dos perfis social, econômico e artístico-cultural da população aracajuana, sendo autorizada a ampla criatividade nas propostas de oficinas.
A ideia é que os profissionais da área  proponham suas próprias oficinas, utilizando sua criatividade e expertise, obedecendo as regras do edital. Essas propostas serão avaliadas por uma comissão de seleção que analisará a territorialidade (onde receberá maior pontuação a proposta de oficina cujo/a agente proponente comprove residência em áreas de menor renda per capita), mérito, viabilidade, experiência artística-pedagógica e o interesse público sociocultural.
Os membros da comissão serão coordenados pelo Núcleo de Produção Digital (NPD) Orlando Vieira, contando com seis membros, com no mínimo metade de mulheres cis, transgêneros ou travestis, e um autodeclarado(a) afrobrasileiro (a), seguindo a noção de cor, etnia ou raça estipulada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Modalidades
São duas modalidades: Oficinas de Curta Duração, com um mês de atividades e Oficinas de Média Duração, com três meses de atividades. As aulas serão ministradas nos Centros de Artes e Esportes Unificados (CEU), presentes nos bairros Olaria e 17 de Março.
Da forma como está posto o edital busca atender a diversidade da sociedade sergipana e dos realizadores de audiovisual. Além disso, foi expandido para justamente permitir uma ampla participação. “É um modelo inédito, a primeira vez que oferecemos oficinas para além do Centro Cultural, assim como estabelecemos cotas de gênero (mulheres cis e trans) e raça. Então, decidimos aumentar o prazo para inscrição de projetos em mais um mês, até porque algumas pessoas estavam ligando com dúvidas”, explica a coordenadora do NPD, Grazielle Ferreira.
As inscrições acontecem exclusivamente pela Plataforma Mapa Cultural de Aracaju e deverá ser realizada pelo/a representante da proposta (agente proponente), podendo a autoria ser individual ou coletiva (coautoria).

 

Fonte: PMA 

Comentários