Quadrilhas juninas podem ficar fora do São João de Sergipe

0

Presidente da Liquajuse
A partir desta terça-feira, dia 31, nenhuma quadrilha junina se apresenta nos pontos turísticos de Aracaju. É que terminou hoje, dia 30, o prazo dado, pela Liga das Quadrilhas Juninas do Estado de Sergipe (Liquajuse), para que os governos estadual e municipal apresentassem propostas de apoio financeiro para o São João 2005.

 

A decisão de ficar fora das festas juninas foi tomada por unanimidade em uma assembléia que reuniu representantes de todas as quadrilhas na sede da Liquajuse. A quadrilha, que descumprir o acordo, poderá ser punida com a exclusão dos concursos Nordestão, que este ano acontece em São Cristóvão (SE), da Rede Globo e o Nacional, realizado, no mês de julho, em Brasília (DF).

 

O presidente da Liquajuse Célio Torres disse ao Portal InfoNet que, por conta da falta de patrocínio, 2005 foi ano que registrou uma maior perda de quadrilhas juninas no Estado, catorze grupos pediram afastamento até o momento. Para evitar que se repita o que aconteceu no ano passado, quando a verba do Governo do Estado só foi liberada em julho, depois da maioria das apresentações, as quadrilhas só entram em cena este ano depois de fixados o valor e o prazo de liberação do patrocínio.

 

A Liquajuse reivindica um apoio de R$ 3 mil para as quadrilhas do grupo especial, R$ 2 mil para o segundo grupo e R$ 1 mil para as quadrilhas do segundo grupo. Torres disse que “a intenção não é transferir para o governo o custo total de cada quadrilha, que pode variar entre quinze a vinte mil reais, mas de buscar um apoio que dê ao menos para pagar o trio que acompanha cada apresentação”.

 

Por Silvia Lemos

 

 

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais