Sujeira incomoda moradores do bairro

0

As cavalgadas que movimentaram durante o final de semana o bairro Siqueira Campos, em Aracaju, também trouxeram incômodos para os moradores que possuem opiniões divergentes da festa. “É muito bonitos ver as montarias passar, agora seria bom se eles encontrassem um jeito de não deixar o esterco pela rua. O fedor de urina de cavalo é terrível”, desabafa a aposentada Ana Moreira. Segundo ela, os garis da Prefeitura se limitam a recolher a sujeira da área onde acontece a festa na rua Pernambuco. “Ninguém merece ter um odor desses invadindo a casa”. 

Já a comerciária Marilene dos Santos se diz incomodada com a falta de educação de alguns cavaleiros. “Tem gente que não respeita as outras pessoas e colocam os animais por cima”. Numa festa que altera a rotina dos moradores das ruas por onde a cavalgada passa, difícil é ter uma unanimidade nas opiniões. “Não vejo problema algum nas cavalgadas. Até gosto porque movimenta a comunidade, quem reclama é porque não sabe ou não quer aproveitar a beleza do evento. Sujeira e fedentina têm em todo lugar”, dispara o pintor Antônio da Costa Santos. 

Na concentração das montarias na rua Pernambuco, os garis tiveram muito trabalho para recolher a sujeira produzida pelos animais. Apesar do mau cheiro, vendedores de cachorro-quente, pizzas e dos famosos espetinhos não encontraram dificuldades para comercializar suas mercadorias. Indeferentes a opiniões do público e dos vendedores, os participantes não escondiam a alegria de participar da festa. “Há quatro anos que participo. Em 2003 fui a rainha da cavalgada”, revelou a estudante Denise Santos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais