Banese está entre as 100 empresas que mais utilizam tecnologia no país

0

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) está entre as 100 empresas brasileiras que mais utilizam tecnologia da informação (TI) no país. De acordo com o estudo ‘As 100 mais inovadoras no uso de TI’ realizado em 2009 pela revista InformationWeek Brasil, o Banese ficou em 9º lugar entre as empresas classificadas na categoria de finanças, bancos e seguradoras, depois do Banco Bradesco, Banco do Brasil, Deutsche Bank, Banco Matore, Caixa Econômica Federal, Banrisul, Banco Panamericano e Icatu Hartford.

No ranking geral das empresas avaliadas, o Banese obteve o 98º lugar, uma posição abaixo da Coca-Cola Brasil, indústria de bens de consumo não-duráveis. As seis primeiras colocadas de todas as categorias consideradas pela pesquisa foram a Bunge Fertilizantes (indústria química e petroquímica), Petrobras Distribuidora (comércio atacadista e varejista), Construtora Andrade Gutierrez (indústria de construção), Eaton (indústria eletroeletrônica), Unilever Américas (indústria de bens de consumo não duráveis) e General Motors do Brasil (indústria mecânica, automotiva e de autopeças).

O estudo da InformationWeek Brasil sobre as 100 empresas brasileiras mais inovadoras no uso de TI vem sendo feito há nove anos e é reconhecido pelo mercado como o mais importante balizador da aplicabilidade da tecnologia em prol da inovação empresarial. O resultado do levantamento realizado em 2009 foi publicado na última edição da revista, em novembro.

Rodrigo Corumba
Segundo o diretor Administrativo e de Tecnologia do banco, Rodrigo Corumba, que é citado pela publicação como o principal executivo do Banese em Tecnologia da Informação, o estudo mostra o grau de amadurecimento das empresas que utilizam a automatização de processos e integração de dados entre os departamentos para aumentar a produtividade, economizar custos e fazer com que a tecnologia da informação contribua para otimizar os modelos de negócios existentes.

“O esforço que o Banese vem fazendo em inovação tecnológica tem se refletido positivamente nos negócios. Este ano o Banese foi classificado pela Revista Valor 1000 como o 51º banco do país e o 3º em rentabilidade entre as empresas pequenas e médias, sem equivalência patrimonial”, disse Corumba, destacando que a instituição aplicou, de 2007 para cá, cerca de R$ 30 milhões em tecnologia da informação.

Ainda de acordo com o diretor do Banese, somente no primeiro semestre de 2009 o banco investiu R$ 13 milhões em processamento de dados, adaptações de dependências, sistemas de informática, atualização do parque tecnológico, infraestrutura de comunicação e de segurança, além da capacitação de pessoas para a implantação de ferramentas, processos e sistemas.

Para o presidente do banco, Saumíneo Nascimento, os investimentos em tecnologia são necessários para consolidar cada vez mais a presença do Banese no Estado e permitir a realização de negócios, atendendo às expectativas dos clientes.

Fonte: Ascom Banese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais