“Sergipe de Braços Abertos” na rota do desenvolvimento turístico

0

Agentes de Turismo no 1º módulo de capacitação em atendimento
Aconteceu nesta terça-feira, 8, o primeiro módulo de capacitação dos agentes de turismo em Sergipe, o programa de Capacitação Turística ‘Sergipe de Braços Abertos’. Recepcionistas, motoristas, camareira, garçons e os mediadores que prestam serviços às pessoas que vêm conhecer o Estado são o público alvo do evento. Entre os destaques, o discurso também se centrou na luta para o combate a exploração do turismo sexual. A iniciativa é da Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur).

O secretário de Estado do Turismo, Augusto Gama, destaca os potenciais da capacitação do setor turístico. “Esse é um módulo em atendimento de quatro horas, ministrado pela professora Mag Magnavita, que está iniciando esse trabalho e que tem como propósito a capacitação dos operadores do turismo. Um outro ponto a ser destacado é que a Secretaria atende à demanda da iniciativa privada a depender das suas necessidades para preencher as lacunas que estão se formando quanto ao Turismo local. Em geral, a idéia é melhorar cada vez mais nosso pessoal do turismo a partir da indicação e das solicitações do Trade Turístico e fazer com que o turista sempre volte”, diz.  

Presidente da Emsetur, José Roberto de Andrade Lima

O presidente da Emsetur, José Roberto de Andrade Lima, fala que o objetivo é que os agentes de turismo tenham informações para se qualificar cada vez mais. “O que queremos é qualificar os serviços prestados pela pessoa que é o primeiro contato com o turista. Esse é o primeiro curso, mas pretendemos fazer outros mensalmente, prezando conhecimentos mais técnicos, inclusive na área de manutenção de hotéis. É preciso que tenha conhecimento para promover ações que desenvolvam potencialmente o turismo”, destaca. 

Entre os destaques estão o combate à exploração sexual de criança e adolescente como ferramenta do turismo, como fala a assistente social da Emsetur, Maria de Lourdes Moreira. “Tem locais no Nordeste que já têm o rótulo de fazer turismo sexual. Além da capacitação dos bons serviços prestados, é interessante os agentes do turismo estarem sensibilizados para olhar a questão da exploração de meninos e

Lourdes Moreira: É preciso sensibilizar os agentes no enfrentamento do Turismo Sexual no Estado   
meninas rondando empreendimentos e sendo abusados por turistas e até moradores de Aracaju. Sergipe tem trabalhado de forma preventiva através de uma política de enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no número (0xx79) 3217-7933 para o Estado fugir dessa regra. Mas tem que denunciar, não precisa identificar-se para atuarmos para essa questão.”, conclui. 

Participaram do evento e abertura dos trabalhos além do secretário de Turismo, Augusto Gama e o presidente da Emsetur, Roberto Andrade Lima, a primeira dama do Estado, Eliane Aquino e o secretário de Estado do Trabalho, da Juventude e da Promoção da Igualdade Social, José Renato Vieira Brandão.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais