Aluno agride diretora em escola da rede estadual

0
Colégio interrompeu as aulas e tumulto foi grande (Fotos: Portal Infonet)

A diretora da Escola Estadual Senador Lourival Fontes, localizado no bairro Santo Antônio, foi agredida por um aluno da instituição, nesta quinta-feira, 2, segundo denúncias dos docentes da instituição de ensino. A informação é de que a professora Carla Valéria de Oliveira foi agredida pelo adolescente após uma discussão relacionada a uma bomba colocada no banheiro da escola e que destruiu um vaso sanitário na última quarta-feira, 1º.

A hipótese é de que o aluno partiu para a violência ao suspeitar de que também seria punido pelo ato. Após a agressão, o aluno teria tentado fugir da escola, mas foi apreendido pela Polícia Militar.

A professora foi socorrida por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Uma das professoras informou que um dos socorristas, ao analisar o rosto da paciente, afirmou que o ferimento teria sido feito por um objeto semelhante a um estilete.

De acordo com uma das coordenadoras do colégio que preferiu não ser identificada, a diretora já havia suspenso  um dos alunos culpados pela explosão da bomba, e hoje continuava na busca pelos demais culpados. “Ele [aluno agressor] na certa já tinha ouvido boatos de que também seria suspenso, e já estava pronto para agredí-la”, conta.

Mictório ausente foi destruido por bomba

O adolescente estava matriculado na turma da 2ª etapa de Educação para Jovens e Adultos.

Insegurança

A representante da Diretoria de Educação de Aracaju (DEA), Maria Lúcia, afirmou que a escola estava no quadro para receber seguranças terceirizados [que está em processo de licitação] por conta de outras ocorrências no mesmo colégio. Maria Lúcia ainda informa que a diretora agredida estava no colégio Lourival Fontes por amor, mas pela violência da região e as ocorrências no colégio, visa mudanças para o futuro. “A diretoria aqui sempre foi competente, já vinha acompanhando isso. Mas agora com esse período de afastamento da diretora, vamos pensas na situação da direção e há a possibilidade de um homem assumir este colégio para se impor ainda mais”, afirma.

Esta não é a primeira vez em Sergipe que ocorre casos de violências nas escolas. Em setembro de 2014, um professor foi alvejado com cinco tiros por um aluno. O fato ocorreu na Escola Estadual Olga Barreto, no conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão. Em Socorro, no conjunto Marcos Freire I, na Escola Colégio Estadual Professor Antônio Fontes Freitas, uma professora teve seu carro incendiado.

Maria Lúcia analisará possibilidade de troca de direção no colégio

Seed

O assessor de comunicação da Secretaria de Estado da Educação (Seed), Elton Coelho, conversou com a equipe de reportagem do Portal Infonet e afirmou que o Estado já está prestando toda assistência à diretora. Ele também avisa que a secretaria já está analisando a suspensão das aulas para os próximos diasno intuito de que a equipe de Núcleo de Prevenção à Violência e Equipe da Qualidade de Vida atuem no colégio.

De acordo com Elton Coelho, outro compromisso que a secretaria deve antecipar é a contratação de seguranças terceirizados para a escola já para os próximos dias, assim como fez em escolas de Nossa Senhora do Socorro.

Elton Coelho: "Estado está prestando toda assistência"

Por Ícaro Novaes e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais