Mostra da UFS debate violência contra jornalistas em SE

0
Mesa de abertura debateu sobre a violência contra jornalistas (Fotos: Portal Infonet)

A violência contra jornalistas em Sergipe foi tema de um debate realizado nesta sexta-feira, 8, durante a abertura da segunda edição da Mostra In-Comunicações. O relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), que trata da Violência contra Jornalistas e a Liberdade de Imprensa no Brasil, aborda três casos relacionados à imprensa sergipana, entre eles, dois envolvendo o Portal Infonet.

Um caso foi a abordagem violenta que dois policiais fizeram a equipe de reportagem da Infonet no município de Salgado em junho de 2014, quando esses foram repercutir matéria sobre o enteado do ex-secretário de Segurança Pública, João Eloy. E o segundo caso foram os processos que o jornalista Cristian Góes, colunista do Portal Infonet, sofreu do desembargador Edson Ulices por causa de uma crônica ficcional.

A editora do Portal Infonet, Raquel Almeida, fez questão de ressaltar a importância da temática do debate e enfatizou que os números do relatório da Fenaj são subnotificados, já que muitos jornalistas estão "acostumados" com a violência "simbólica" ou têm medo de denunciar. "No dia a dia do trabalho de um jornalista é comum ver os mais variados tipos de violência, desde assédio moral, denuncias faladas e/ou veladas. Não é incomum saber que colegas não puderam fazer uma matéria porque não é de intersse do comercial; ou mesmo receber ligação de algum entrevistado rancoroso com o que o jornalista escreveu, além dos processos judiciais que sofremos pelos motivos mais variados", enumera.

O jornalista Cristian Góes, condenado por ter escrito em publicado em seu blog no Portal Infonet uma crônica ficcional, apontou a importância do relatório produzido pela Fenaj. “Vão aparecer mais casos. E eu espero que isso aconteça porque esse é um debate que precisar ser contado, são fatos que devem ser levados ao público”. "ressalta. "É possível fazer jornalismo e percebê-lo isso como instituição social, acreditando que é possível fazer melhor. Jornalismo é apurar, buscar várias versões, perceber angulações", completa.

A professora Greice Schneider é a coordenadora do evento

Mostra In-Comunicações

A Mostra In-Comunicações foi criada pelo Departamento de Comunicação Social (DCOS) da Universidade Federal de Sergipe (UFS) com objetivo de articular as três habilitações de comunicação social (Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Audiovisual).

O evento exibe diversos tipos de produções dos alunos dos três cursos. “A ideia é fazer com que a produção saia da sala de aula e enfrente o público, que os alunos conheçam os trabalhos dos colegas de outros cursos. A gente sai de dentro da UFS para trazer a academia para a comunidade”, conta a professora Greice Schneider, coordenadora do evento.

Mostra traz produções dos alunos

Para a professora, o debate sobre as realidades da profissão prepara os alunos para os desafios do mercado de trabalho. “Na medida em que a gente está formando futuros jornalistas, a gente tem que abordar todos os desafios que eles vão encontrar pela frente. Ser jornalista não é nada fácil. Os alunos precisam participar desses encontros com as pessoas envolvidas. A gente trouxe os envolvidos para que eles promovam a discussão sobre esse tema, que é a violência contra os jornalistas”, opina.

Programação

O evento contou com o lançamento da marca e do site do DCOS, além das exposições com imagens produzidas por alunos de publicidade, audiovisual e jornalismo. As atividades acontecem até o dia 15 de maio com oficinas, palestras, e mostras de áudio e vídeo produzidas por estudantes e profissionais de destaque no mercado. A programação completa está disponível no site da UFS.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais