Piso salarial: Sindipema volta à Câmara para cobrar derrubada do veto

Piso salarial: Sindipema volta à Câmara para cobrar derrubada do veto (Foto: Sindipema)

Pelo segundo dia seguido, professores que integram o Sindicato dos Profissionais do Ensino de Aracaju (Sindipema) foram à Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para cobrar a derrubada do veto do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) 

De acordo com o Sindipema, o prefeito de Aracaju vetou trechos da lei que previa a remuneração atualizada dos servidores da Educação e também da área da Saúde, no caso dos agentes de endemias.

Diante desse cenário, desde o ano passado a categoria segue mobilizada para pressionar os vereadores a derrubar o veto do prefeito e garantir o pagamento atualizado de ambas as carreiras.

Em outra manifestação no início do mês de fevereiro, o presidente do Sindipema, Obanshe Porto, afirmou que o município de Aracaju apresenta uma boa situação financeira.

“A receita corrente líquida de Aracaju vai chegar a R$ 2 bilhões. Nós temos acesso a todos os dados financeiros. O gasto com pessoal na capital vem caindo bastante. Além disso, é muito importante que todos saibam: o prefeito justificou o veto argumentando inconstitucionalidade. Ele citou uma parte da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Mas esqueceu que a própria lei retira do limite o piso salarial de professores e agentes de endemias”, destacou à época o presidente.

Semed

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que não vai se manifestar sobre o assunto.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais