Sintese diz que não houve avanço em reunião com secretário

0
Reunião aconteceu na Seduc (Foto: Sintese)

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese) se reuniu na tarde desta sexta-feira, 04, com o secretário de educação do Estado, Josué Modesto.

Os professores pediram a suspensão do envio à Assembleia Legislativa do Projeto de Lei nº 208/2019, que institui o Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe (Saese), e o PL nº 212/2019 que cria o Programa “Alfabetizar Pra Vale”, e também discutiram o pagamento do piso salarial e carreira do magistério.

De acordo com a presidente do Sintese, professora Ivonete Cruz, os professores saíram insatisfeitos da reunião. “Discutimos sobre esses projetos, mas em conversa com o secretário ele disse que vai ser aprovado sem nenhum diálogo com os professores e a comunidade escolar. O secretário é irredutível. Sobre o piso, o secretário disse que não tem nada a apresentar. A reunião não teve nenhum avanço”, lamenta.

Como forma de pressionar o governo, a partir da próxima semana, os professores vão realizar vigílias na Assembleia Legislativa com o intuito de acompanhar a tramitação do projeto e tentar evitar que ele seja aprovado.

Seduc

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) informou que em relação ao piso salarial, o Sintese deve discutir a questão com o governador, já que a Secretaria não tem autonomia para tratar de reajuste. Já em relação aos Projetos de Lei, não cabe a Seduc retirar de pauta, já que a secretaria não quer que Sergipe seja um dos poucos estados a não ter o projeto.

por Aisla Vasconcelos

Comentários