Violência: diretor ouvirá pleito dos professores

0
Momento da posse do novo diretor (Foto: Ascom SEED)

As aulas continuam suspensas, mas já há um novo diretor na Escola Estadual Lourival Fontes, no bairro Santo Antonio, palco da cena de violência no início deste mês quando a então diretora Carla Valéria Oliveira foi espancada e humilhada dentro da própria instituição de ensino. O professor Cássio Francisco Bispo tomou posse, na manhã desta quinta-feira, 9, no cargo de diretor da escola com o desafio de controlar a violência e funcionar como uma espécie de interlocutor entre a comunidade e a Secretaria de Estado da Educação.

Em entrevista ao Portal Infonet, o professor assegurou que as aulas só serão retomadas naquela instituição depois de reunir os professores e a equipe pedagógica. “Os professores têm uma série de exigências, queremos ouvir para saber o que podemos fazer para resolver o problema da violência”, ressaltou o professor, após a solenidade de posse.

O novo diretor lamenta o episódio e classificou como grande o desafio de conduzir políticas públicas voltadas para a melhoria da qualidade do ensino e enfrentar a violência, que se tornou comum nas escolas públicas. “Temos também o desafio de dar continuidade ao projeto da professora Carlos Valéria, que vinha realizando um trabalho pedagógico excepcional”, ressaltou o professor.

Depois do espancamento, a professora Carla Valéria Oliveira solicitou afastamento do cargo. A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Educação (SEED) informou que a professora está de licença médica, por 90 dias, e que o destino dela na rede de ensino será definido pela própria professora. A assessoria informou ainda que, em decorrência da violência, a SEED disponibilizou serviço de vigilância especializada, que está vigorando desde a última sexta-feira, 3.

Ainda não há data definida para o retorno das aulas, mas o novo diretor trabalha com a perspectiva de normalizar as atividades logo depois do diálogo que ele pretende ter com os professores. Ele acredita que na segunda-feira da próxima semana, 13, a situação esteja normalizada.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais