Antonio Hora é destaque no teste de avaliação da FIFA

0

Antonio Hora com a bola na mão

O trabalho desenvolvido pelo presidente José Carivaldo de Souza e pelo diretor de árbitros Luis Eduardo Costa, junto ao presidente da Comissão Nacional de Arbitragem e CBF, aliado à competência e a desenvoltura como profissional de arbitragem, devem levar o árbitro sergipano Antonio Hora Filho a ocupar a única vaga existente, para árbitros do quadro Internacional FIFA.

“Esse é o grande sonho de todo árbitro e durante toda a minha vida, como profissional de arbitragem, venho trabalhando para alcançar esse objetivo. Procuro ser correto, aplicar a lei com perfeição e isenção, além de agir, conforme minha consciência. Daí surgem os bons resultados, que venho obtendo e os elogios, tanto dos superiores, como da própria crônica  especializada”, disse Antonio Horta Filho, ontem pela manhã ainda ofegante, depois de se submeter aos testes de avaliação física, na manhã de ontem, no Estádio Célio de Barros, anexo ao Maracanã.

Ao que parece, esta é mais uma grande oportunidade do estado de Sergipe, reconquistar a vaga de árbitro da FIFA, que por muito tempo foi ocupada por Sidrack Marinho, por diversas vezes, eleito o melhor árbitro do Brasil. Antonio Hora concorre com mais seis árbitros brasileiros, todos profissionais competentes. Mas se depender de qualificação, conhecimento da lei, da capacidade técnica e do preparo físico, a vaga será de Antonio Hora, que foi o principal destaque, nos testes físicos realizados na manhã de ontem, no Estádio Célio de Barros, assistido pelo Secretário Geral da CBF, Marco Antonio Teixeira.

Resistência – No teste de Cooper, a distância mínima para ser percorrida em 12 minutos é de 2.700 metros. Antonio Hora fez 2.970, destacando-se também nos “tiros” de 50 e 200 metros. À tarde, Antonio Hora participou de uma reunião com o presidente da CONAF, Aramando Marques e os demais concorrentes. O resultado só será anunciado no mês de dezembro.

A única vaga da FIFA para este ano, pertence a Luciano Almeida, de Brasília, que deixa FIFA em dezembro. Participaram do teste os árbitros Sardinha Bitz, de Goiás, Luis Antonio, do Rio de Janeiro, Sálvio Spindola, São Paulo, Giulliano Bozzano, de Santa Catarina, Leonardo Gaciba, do Rio Grande do Sul e José Washington, do Rio Grande do Sul.

Agora, além do desempenho, da capacidade técnica e da competência, Antonio Hora vai depender da sorte e principalmente dos critérios, a serem adotados pelo Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem de Futebol e dos dirigentes da CBF, para poder realizar o seu sonho de ser árbitro do quadro Internacional da FIFA.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais