Carlson Silva renuncia ao cargo de presidente do Sergipe

0
Carlson Silva: mandato de quatro meses e dezoito dias (foto: Club Sportivo Sergipe)

Carlson Silva não é mais presidente do Club Sportivo Sergipe. Na tarde desta sexta-feira, 22, Silva e o então vice-presidente Joaquim Macedo oficializaram a renúncia aos seus cargos. O mandato da gestão de ambos estava previsto para se encerrar em dezembro de 2021. Carlson Silva assumiu o Sergipe em outubro de 2018 e ficou no comando do clube por quatro meses e 18 dias.

De acordo com o estatuto do Sergipe, quem assume a vaga da presidência é o atual vice-presidente do Conselho Deliberativo, Reinaldo Moura. O então presidente do Conselho, o ex-governador Albano Franco, solicitou desligamento do clube no último dia 14.

Na carta de renúncia, Carlson Silva e Joaquim Macedo realizaram prestação de contas com todas as receitas e despesas do clube no período e justificaram suas saídas. No documento, eles afirmam que “em face da comprovação da necessidade das presenças de nossas pessoas na vida cotidiana do Clube, bem como a responsabilização de fatos e eventos que surgem de forma contrária a nossas pretensões e realizações, somos levados a tomar a decisão de reduzir o tempo do nosso mandato com término para dezembro de 2021, renunciando na data de hoje, 22.02.2019”. [confira a carta completa aqui]

Outras saídas
A renúncia do presidente Carlson Silva acontece na sequência de outras saídas significativas dentro dos quadros do Club Sportivo Sergipe. No dia 26 de janeiro, o então vice-presidente de futebol, Lailson Melo, entregou o cargo. No último dia 14, foi a vez do ex-governador Albano Franco pedir desligamento da presidência do Conselho Deliberativo do clube alegando incompatibilidade de agenda. E na última quarta-feira, 21, o técnico Edmilson Silva pediu seu desligamento após cinco derrotas em cinco jogos.

Por Igor Matheus

Comentários