Confiança: Kível é operado, mas pode passar por nova cirurgia

0
Jogador do Confiança passou por cirurgia na manhã desta terça-feira, 19 (Foto: arquivo/ Portal Infonet)

O jogador do Confiança Leandro Kível passou por uma cirurgia na manhã desta terça-feira, 19, para corrigir a lesão que sofreu no joelho direito durante o clássico do último domingo, 10, contra o Itabaiana. A equipe médica que realizou a cirurgia do atacante declarou que a cirurgia foi “complexa”, mas “bem-sucedida”. A previsão inicial é que o jogador fique quatro meses fora dos gramados, mas esse prazo pode ser alterado caso o atleta precise se submeter a outro procedimento cirúrgico no ligamento cruzado posterior.

Equipe médica durante coletiva de imprensa (Foto: Portal Infonet)

A cirurgia de Kível aconteceu por volta das 07h30 desta terça-feira, 19, e durou aproximante 1h30. Embora o processo tenha sido complexo, os médicos informaram que a cirurgia foi um sucesso.”Nós fizemos uma fixação da fratura sem precisar fazer um acesso na região da tíbia. Falando num português mais claro, conseguimos fazer esse acesso em precisar fazer um corte na região tibial. Esse processo se deu graças a videoartroscopia, onde nós realizamos pequenos furos da região da lesão para diminuir o acesso no local”, explica o procedimento o médico Diego Protásio, um dos integrantes da equipe médica.

Em relação a lesão em si, os médicos destacaram que ela é incomum para jogadores de futebol. “Analisando as imagens, percebemos que ele sofreu uma fratura no platô (ou planalto) tibial lateral, com lesão da cartilagem, além de lesão no ligamento colateral medial do joelho direito”, detalha Diego

. Ainda de acordo com ele, o pós-operatório se dará por meio de sessões de fisioterapia e um outro processo cirúrgico não está totalmente descartado. “O que vai determinar ou não se uma nova cirurgia será necessária no futuro vai ser o grau de suficiência desse ligamento após essa cirurgia”, avalia. “O objeto do tratamento de hoje foi sanar essa lesão óssea aguda, ou seja, a fratura”, completa.

Se tudo correr como os médicos preveem, o atacante do Confiança deve voltar aos gramados em três meses. “Esse é tempo comum para lesões dessa magnitude. No entanto, também temos que esperar a evolução do pós-operatório e do papel da fisioterapia na recuperação do jogador”, avalia o médico.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

Comentários