Seleção dá show em Maracaíbo

0

Foi 5 a 2 mas poderia tranqüilamente ter sido, seis, sete ou oito. Cerca de 35 mil torcedores viram um verdadeiro show de bola. Tudo porque, com 5 minutos de jogo, Kaká abriu o marcador, após receber um lindo passe de Ronaldinho Gaúcho, colocou entre as pernas do zagueiro Rey tocando na saída de Angelucci.

Impulsionada pela torcida, a Venezuela partiu de forma atabalhoada para o ataque levando algum perigo em lances isolados, com Arango, aos 14 minutos, e numa cobrança de falta com Rey, aos 26 minutos.
Mas, aí, tudo ficou mais fácil, ainda mais porque, aos 34 minutos, a Seleção Brasileira fez o segundo gol. Ronaldo recebeu pelo lado direito da área, tentou driblar o goleiro Angelucci e a bola sobrou para Kaká, que chutou da marca do pênalti para as redes venezuelanas. No último minuto, Juninho Pernambucano quase marcou o terceiro gol, mas chutou na rede pelo lado de fora.

No segundo tempo a Brasil aumentou logo aos 49 minutos, Zé Roberto cruza bola da esquerda e Ronaldo, na pequena área, toca para o gol. No minuto seguinte veio o quarto gol. Novamente Ronaldo, que recebeu na área e chutou fraco. O goleiro Angelucci aceitou e tomou um frango. Após o quarto gol brasileiro, um torcedor invadiu o campo para abraçar Roberto Carlos. Foi necessária a interferência da segurança para retirar o invasor, que não queria largar o jogador brasileiro.
Aos 59 minutos, Juninho Pernambucano se chocou acidentalmente com o árbitro torcendo o tornozelo, o que obrigou Parreira a fazer sua primeira alteração colocando Edu. Ocorre outra invasão de campo e o torcedor é retirado pela segurança.

Em seguida mais duas alterações. Adriano, entrou no lugar de Kaká, e Alex, entrou no lugar do Ronaldo, que foi aplaudido de pé pelo público presente, ao deixar o gramado. Aos 76 minutos, Edu lança Adriano, que toca na saída do goleiro marcando o quinto gol brasileiro. A Venezuela diminuiu aos 81 minutos, Morán, em impedimento completou cruzamento de Arango. Aos 85 minutos, Alex cobra falta, a bola bate na trave e sai pela linha de fundo. Aos 91 minutos a Venezuela chegou ao segundo gol. Morán recebeu lançamento na área e tocou na saída de Dida.Vitória tranqüila da Seleção Brasileira, que venceu com facilidade e agora enfrentará a Colômbia, na próxima quarta-feira em Maceió, capital de Alagoas.

O ponto negativo ficou por conta dos organizadores do evento. Em função da boa campanha da Seleção da Venezuela, com quatro horas de antecedência o Estádio Pacheco Romero estava completamente lotado. Mas, ainda havia muita gente do lado de fora, o que ocasionou um tumulto generalizado ocasionando a quebra que equipamentos de transmissão, mas a polícia venezuelana conseguiu intervir a tempo, efetuando algumas prisões.

BRASIL 5 x 2 VENEZUELA
Data: 09 de outubro de 2004.
Local: Estádio Pacheco Romero, em Maracaíbo (Venezuela).
Público: 35.000 pagantes.
Árbitro: Carlos Chandia (Chile).
Cartão Amarelo: Kaká aos 10 minutos.
Gols: 1° tempo: Kaká aos 6 e 35 minutos. 2° tempo: Ronaldo aos 49 e 51 minutos, Adriano aos 76 minutos, Morán aos 81 e 91 minutos.
Brasil: Dida; Cafu, Juan, Roque Jr e Roberto Carlos; Renato, Juninho Pernambucano depois Edu aos 59″, Zé Roberto e Kaká depois Adriano aos 68″; Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo depois Alex aos 72″. Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Venezuela: Angelucci; Vallenilla, Rey, Cichero e Jonay Hernández (Vielma aos 56″); Jiménez, Vera (César González aos 58″), Arango e Rojas; Morán e Margiotta (Héctor González) no intervalo. Técnico: Richard Paez.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais