Catadoras de mangaba vão a Alese e lutam por reserva

0
Alícia Morais discursa no plenário (Fotos: Portal Infonet)

Integrantes do Movimento das Catadoras de Mangaba de Sergipe (MCM) estiveram na manhã desta quinta-feira, dia 26, na Assembleia Legislativa (Alese). Catadores de mangaba levaram cartazes e denunciaram a situação de desmatamento e extinção das áreas de restinga em Sergipe.

Como uma das pautas de luta do movimento, está a criação da Reserva Extrativista (Resex) como garantia do sustento das famílias que sobrevivem do cultivo da mangaba.

De acordo com a coordenadora geral do MCM, Alicia Morais, essa foi uma oportunidade para as catadoras. “A nossa ida a Assembleia foi uma oportunidade única porque sempre esperávamos colocar as nossas demandas e denunciarmos a derrubada das mangabeiras para a plantação de eucaliptos no nosso estado. Pedimos também a criação da reserva extrativista que ainda não saiu por questões política, mas os deputados se mostraram interessados em nos apoiar”, afirma.

Membros do movimento levaram cartazes para a Alese 

Como parte integrante do ato, as mulheres aproveitam a oportunidade para expor seus produtos [derivados da mangaba], na praça Fausto Cardoso. Estão a venda licores ao preço de R$ 10,00, doces e geleias também por R$ 10,00, cocada a R$ 1 real a unidade, bala a R$ 0,50 a unidade.

“O nosso movimento já tem mais de 7 anos e é importante esse ato para fortalecer o nosso movimento e tentar conseguir essa reserva. Estamos expondo os produtos derivados da mangaba. Estaremos aqui até a noite e a população pode vir aqui”, informa a integrante do movimento, Katiane de Jesus Silva.

Lançamento do CD

E a partir das 15h na praça Fausto Cardoso, as Catadoras de Mangaba lançam o seu segundo CD “Quero ver rodar com as Griôs da restinga sergipana”. O show contará com a participação especial da cantora Patrícia Polyane e da Banda Café Pequeno.

Katiane de Jesus diz que os produtos estão sendo comercializados na praça 

Doces podem ser encontrado a partir de r$ 10,00 

O novo álbum é uma realização da Associação das Catadoras de Mangaba E Indiaroba (Ascamai), por meio da equipe do Projeto Catadoras de Mangaba Gerando Renda e Tecendo Vida em Sergipe, patrocinado pela Petrobras, com o apoio da Universidade Federal de Sergipe e Movimento das Catadoras de Mangaba de Sergipe (MCM).

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais