Secretária de Saúde presta contas na Câmara de Vereadores

0
Audiência Pública na CMA para prestação de Contas do 1° quadrimestre da SMS (Foto: Portal Infonet)

A secretária municipal de Saúde, Waneska Barbosa, esteve na manhã desta quinta-feira, 8, participando de uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Aracaju para prestar contas do primeiro quadrimestre de 2019. De acordo com a gestora, a receita do período foi de pouco mais de 157 milhões. As despesas administrativas e operacionais somaram um montante de cerca de R$ 137 milhões, deste valor R$ 77 milhões foram gastos com pagamento de pessoal, e pouco mais de R$ 30 milhões com serviços médico-hospitalares, odontológicos e laboratoriais.

A gestora apresentou ainda a quantidade de atendimentos realizados nos dois hospitais municipais nos primeiros quatro meses do ano. No Fernando Franco, localizado no Bairro Augusto Franco, zona sul da capital, foram registrados 37.128 mil atendimentos. Já no Nestor Piva, situado na Avenida Maranhão, zona Norte de Aracaju, os registros da SMS apontam 78. 915 mil atendimentos.

Alguns vereadores, a exemplo Jason Neto (PDT) e Armando Batalha Filho (PPS), defenderam a terceirização dos serviços do Fernando Franco, como já acontece com o Nestor Piva desde o mês de janeiro. A vareadora Emília Corrêa, cobrou da gestora esclarecimentos a respeito do novo contrato emergencial de terceirização do Nestor Piva e questionou o aumento de R$ 4 milhões no valor do contrato. O contrato emergencial que esteve em vigor até julho custou aos cofres municipais R$ 12,2 milhões. Já o novo contrato custará para os próximos 180 dias R$ 16,5 milhões.

“Em janeiro os médicos entraram em greve e o município disse que não tinha condições de arcar com despesa mensal de R$ 300 mil do Nestor Piva, e foi realizado um contrato emergencial que custa mais de R$ 2 milhões por mês. Esse contrato era para suprir emergencialmente as necessidades até que uma licitação fosse feita, mas o que nós notamos é que não foi feita licitação, outro contrato emergencial ainda mais caro já foi feito e não entendo qual a economia que a SMS fez”, aponta Emília Corrêa (Patriota).

A secretária da SMS, Waneska Barbosa, disse que a licitação para gestão do Nestor Piva acontece na próxima segunda-feira, 12 (Foto; Portal Infonet)

A secretária explica que o contrato emergencial foi feito porque era preciso atender a população em um momento de crise, e que o valor do novo contrato celebrado atende a nova realidade do Nestor Piva. “Além da população de Aracaju, recebemos pacientes de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros, e nós atendemos, e isso gera mais custos. A procura pelo serviço no Nestor Piva melhorou, e as pessoas começam a buscar mais o serviço, então tivemos que adequar o contrato ao cenário atual”, esclarece.

Waneska adiantou que na próxima segunda-feira, 12, será lançada a licitação para terceirização da gestão do Nestor Piva. “Não é simples fazer um contrato desse tipo de uma hora para outra, vamos lançar a licitação na segunda-feira, vamos cumprir toda a formalidade legal, e enquanto a empresa vencedora não assume o Nestor Piva, a população continua sendo atendida, porque a assistência a população está acima de tudo”, finaliza a gestora.

Por Karla Pinheiro

Comentários