Coronavírus: sobe para 10 casos confirmados da doença em Sergipe 

Sergipe com dez casos confirmados de coronavírus (Foto: FreePik)

Aumentou para dez o número de casos do coronavírus confirmados em Sergipe. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), os três casos mais recentes foram confirmados na tarde deste sábado, 21, aumentando o alerta em todo estado.

Conforme a SES, os testes positivaram para duas mulheres: uma de 71 anos, residente em Nossa Senhora da Gloria, e a outra de 55 anos, de Aracaju. Há também um homem de 50 anos, também residente em Aracaju, que está infectado com o coronavírus. A SES informa que todos os pacientes estão clinicamente bem e se encontram em isolamento domiciliar.

Riscos

O Governo do Estado e a Prefeitura de Aracaju alertam para os riscos que a população está correndo e pede a compreensão de toda a sociedade para evitar aglomerações, forma de impedir a proliferação da doença em solo sergipano. Conforme alerta do secretário Sales Neto, de Comunicação Social do Governo do Estado, os estabelecimentos comerciais devem fechar as portas e as pessoas devem permanecer em casa, isoladas.

Para aquirir alimentos e mantimentos, as pessoas devem optar por serviços que façam entregas domiciliares. Havendo necessidade de se dirigir aos supermercados, as pessoas devem observar os horários de menor movimentação e as redes devem também criar alternativas para evitar aglomeração e adotar medidas para transformar os estacionamentos em verdadeiras salas de espera para evitar as grandes filas nos caixas e aglomerações no interior da loja, conforme orientações do secretário Sales Neto.

Neste sábado, 21, policiais militares identificaram estabelecimentos comerciais em funcionamento, contrariando decretos do Governo do Estado e da Prefeitura de Aracaju. Os policiais se mobilizaram, foram as estabelecimentos e orientaram os comerciantes a fechar as casas comerciais.

A Prefeitura de Aracaju informa que permanece atenta. A Vigilância Sanitária também exercerá fiscalização aos estabelecimentos comerciais. Caso haja resistência, os estabelecimentos serão notificados. E, permanecendo resistentes, a casa comercial poderá sofrer interdição, conforme informações da Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom).

por Cassia Santana

 

 

Comentários