Cuidados Paliativos é tema do Almoço Somese dessa semana

0
Almoço aconteceu na quinta-feira, 8 (Foto: Leonardo Vilas Boas)

O Almoço Somese dessa quinta-feira, 8, destacou o tema “Cuidados Paliativos” e trouxe como palestrante a Dra. Luana Brandão que é Geriatra titulada pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Geriatra pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina USP/SP e pós-graduada em Cuidados Paliativos pela Associação Pallium Latinoamerica e Oxford International Palliative Care.

Cuidados Paliativos são os cuidados assistenciais oferecidos para todo paciente que tenha uma doença fora de possibilidades de cura (que ameace a vida), visando a melhor qualidade de vida através da prevenção e alívio do sofrimento.  É fundamental que o paciente tenha acesso a uma equipe multidisciplinar que terá o desafio de avaliar e tratar da dor e outros sintomas físicos, como também, aspectos sociais, psicológicos e espirituais.

O professor e presidente da Somese, Dr. José Aderval Aragão parabenizou a colega por destacar um tema tão importante da atualidade. “É de fundamental importância, nós da área médica entendermos como funciona os Cuidados Paliativos e como está sendo realizado esse trabalho no Estado”, pontuou Dr. Aderval.

De acordo com a palestrante, Dra. Luana Brandão, fica feliz por poder debater sobre o tema Cuidados Paliativos que vem sendo amplamente divulgado nos últimos anos no Nordeste. “Em São Paulo já existem vários locais que realizam esse tipo de serviço e no Nordeste não existia, mas agora está em ascensão. Ele é de grande importância, principalmente, na atenção domiciliar”, destacou Dra. Luana.

O presidente da S.O.S. Vida, Dr. José Espiño, explica que a sua empresa está há 11 anos em Aracaju com a creditação pela Joint Commission International (JCI), líder mundial em certificação de organizações de saúde. “A hospitalização domiciliar é realizada pela falta de vagas em hospitais, pela diminuição de custo e tem condição de oferecer uma atenção adequada ao paciente no domicílio. Os Cuidados Paliativos são importantes porque temos um grande envelhecimento de população e pessoas com doenças crônicas, mas temos um olhar diferenciado de humanização que trabalha cuidando do outro”, enfatizou Dr. Espiño.

Para o infectologista com especialização em Cuidados Paliativos, Dr. Jerônimo Araújo, o tema abordado é uma forma de proteger e olhar o paciente de uma maneira bastante ampla e proporcionar qualidade de vida da melhor maneira possível. “Não cabe mais hoje os serviços de saúde não abordarem o tema e não oferecerem esse serviço para os pacientes. Parabenizo a Dra. Luana Brandão que conseguiu resumir os principais pilares dos Cuidados Paliativos, que é algo muito difícil”, enalteceu Dr. Jerônimo.

Fonte: ascom Somese

Comentários