Reunião entre servidores da Saúde e SMS termina sem acordo

0
As 12 categorias de servidores lotados na área da saúde e representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES) não chegaram a um acordo após reunião realizada na Prefeitura Municipal de Aracaju, na tarde desta sexta-feira, 11 (Foto: sindicato de nutrição)

As 12 categorias de servidores lotados na área da saúde e representantes da Secretaria da Saúde de Aracaju (SMS) não chegaram a um acordo após reunião para tratar acerca da terceirização dos serviços de saúde da capital. O encontro foi realizada na Prefeitura Municipal de Aracaju, na tarde desta sexta-feira, 11. Na ocasião, ficou acertada outra reunião entre ambas as partes na próxima quinta-feira, 17.

Segundo um dos representantes do Sindicato dos Médicos (Sindimed), Argemiro Macedo, embora tudo fique como está, nos minutos finais da reunião a prefeitura se demonstrou flexível para reconsiderar algumas decisões já tomadas. “Quando o encontro estava se encaminhando para o final, ocorreram algumas falas conciliatórias”, destaca. “A prefeitura se comprometeu a repensar na contratação da empresa e na terceirização dos serviços de saúde. Houve também a possibilidade da elaboração do Processo de Seleção Simplificada (PSS) para a contratação de algumas profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e dentistas”, diz.  Contudo, segundo Argemiro, nada formalmente acordado. “Só teremos uma confirmação a partir da próxima reunião”, pontua.

Segundo a Assessoria de Comunicação da SMS, o objetivo da reunião foi ouvir as reivindicações de cada categoria para que toda a temática que envolve a questão da saúde do município possa ser tratada da forma mais transparente possível. “O objetivo desse encontro foi escutar as pautas de cada categoria para que possamos fazer uma análise”, destaca.

Ainda de acordo com a SMS, a reunião prevista para próxima semana irá tratar do posicionamento da secretaria acerca das propostas que foram apresentadas na tarde desta sexta-feira, 11. “Ao longo dos dias vamos analisar o que foi pedido pelas categorias para que no próximo encontro possamos apresentar nossas posições”, avalia.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

***Matéria foi alteradas às 8h45 da segunda-feira, 14, para correção da matéria. Ao invés da Secretaria de Saúde do Município (SMS) , o repórter colocou do Estado (SES). No caso, é do município (SMS) de Aracaju.

Comentários