A Assembleia está de volta

0

Desde a terça-feira última, a Assembleia Legislativa retomou as atividades, mas não plenamente. Por exemplo, as sessões ordinárias estão sendo realizadas na sala das comissões que, como o nome indica, é um local apertado e, portanto, não cabe muita gente. Até jornalistas estão rareando em aparecer por lá. O acesso à sala das comissões está sendo dificultado ao máximo justamente para conter a multidão que sempre gosta de ver os debates do legislativo. O bom é que não tem tido muitos debates. Mas, quando menos esperar pode surgir alguma matéria que suscitem os debates. Aí vai sobrar espaço para muitos interessados. Nesta semana do retorno nada de muito importante foi debatido nas sessões legislativas realizadas no período da manhã, a partir das dez horas o governador do Estado, Sr. Belivaldo Chagas, apareceu para prometer aos funcionários públicos que os salários serão pagos dentro do mês trabalhado. Vamos torcer para que a promessa seja mesmo cumprida, ainda no mês de fevereiro.

REDE SIM

O diretor técnico do Sebrae Sr. Emanoel Sobral, e o Presidente da Junta Comercial de Sergipe, Sr. Marco Antônio Pinho, estiveram reunidos esta semana com o Secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, para solicitar mudanças na composição do subcomitê estadual de implantação e acompanhamento da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Rede Sim). A ideia dos gestores com as alterações é estimular o desenvolvimento e dar mais agilidade às ações voltadas à simplificação e desburocratização do registro e legalização de empresários e pessoas jurídicas. O subcomitê sergipano foi criado por meio do Decreto 26.507 de 28 de agosto de 2009 e é composto por onze instituições das esferas federal, estadual e municipais, tendo a Sedetec como coordenadora das iniciativas. Esse grupo tem, dentre outras funções, o papel de articular e executar ações para plena integração dos municípios órgãos de registro, etc.

SEM CARNAVAL

Agora é definitivo. O Governador Belivaldo Chagas decidiu que não vai mais conceder ponto facultativo nos dias de carnaval, de segunda a quarta feira. Ou seja, quem quiser brincar, que faça sua brincadeira sozinho. O Governador Belivaldo Chagas decidiu não divulgar em quanto será a economia do Estado. Porque nada o fará sensibilizar para voltar atrás. A festança de carnaval tem em todo o interior do Estado e se vai financiar o carnaval de Aracaju terá que financiar também o interior . Há municípios, como Neópolis que realiza seu carnaval- sempre considerado excelente – praticamente só com a ajuda do Estado. De 2ª à 4ª feira de carnaval, o expediente será normal nas repartições do Estado. O que significa dizer que, quem não for trabalhar, tem o ponto cortado. Quem quiser brincar carnaval, que vá para Salvador ou Recife .Mas fica o aviso nas duas cidades, campeãs do carnaval, a folia será reduzida ao máximo, por conta da pandemia – e da falta de dinheiro, mesmo…

NOS CLUBES

Eu tinha um amigo, o inesquecível Alberto Lacerda, que não suportaria ficar sem carnaval. “É uma festinha só, uma vez por ano” dizia ele preparando-se para as noitadas dos Clubes, mas o carnaval não seria completo se não fosse à Associação Atlética de Sergipe; nos bairros frequentava principalmente os carnavais de pequenos clubes, que, segundo ele, eram tão movimentados quanto os carnavais dos “ricaços” da Atlética e do Iate Clube. De sexta-feira à noite até a manhã de quarta-feira, não se podia contar com Lacerda para nada. Ele ficava à disposição somente do carnaval.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais