A globalização da ética de imprensa

0

Por Eugênio Bucci. Artigo publicado originalmente no jornal O Estado de S.Paulo:
    
O fechamento do tabloide inglês The News of the World, que vendia 2,6 milhões de exemplares, deu a largada para a principal discussão sobre ética de imprensa no mundo globalizado. A partir de agora está claríssimo: a conduta dos órgãos encarregados de informar a sociedade é uma pauta supranacional. Não é apenas o capital que viaja em segundos de um continente para outro. Não são apenas as massas trabalhadoras que migram clandestinamente para disputar empregos em terras estrangeiras. Não é apenas a indústria da diversão que alcança simultaneamente os olhares de povos distantes entre si. Agora ficou evidente: a credibilidade dos órgãos jornalísticos não é meramente um assunto doméstico, ela floresce e sucumbe na arena global.Já veremos por quê. Antes façamos uma recapitulação sumária do que se passou.

Esse jornal, The News of the World, tinha 168 anos de idade. Desde 1969 pertencia à News Corporation, o megaconglomerado internacional, com faturamento na casa dos US$ 33 bilhões ao ano, controlado pelo australiano Rupert Murdoch. Vivia de bisbilhotagem, luxúria e algum sangue. Vivia muito bem, apesar do lento declínio em circulação, que vinha de décadas. Sua fórmula editorial ia dos aposentos da família real em Londres às estripulias transoceânicas dos astros do show business, passando por bestialidades a granel.

Há poucos anos, seus métodos “jornalísticos” passaram a ser contestados. No site da Press Complaints Commission – instituição encarregada da autorregulamentação da imprensa britânica – há queixas de escutas clandestinas contra ele. Na esfera policial também houve investigações. Um jornalista do News of the World, Clive Goodman, chegou a ser preso em 2007.

Agência de arapongas – Tudo isso não é novo, portanto. Mas até então se acreditava que os crimes registrados eram desvios individuais, casos isolados, como se diz. Agora se viu que não. Os crimes são mais sérios e muito mais numerosos. Segundo apontam as investigações, seriam mais de 4 mil os telefones grampeados pelo jornal. Estamos falando, portanto, da industrialização do grampo. Gerenciar milhares de escutas clandestinas é uma operação de monta: requer equipes treinadas, orçamentos bem planejados, estruturas próprias. Os inquéritos vão dando conta de que o News não era uma redação jornalística – era uma agência de arapongas assalariados.

Descobriu-se mais. Além de grampear celebridades – o que já constitui uma ilegalidade inaceitável, que se situa fora do campo do jornalismo –, o jornal teria invadido celulares de pessoas comuns, que não dependem do estrelato para inflar seus cachês. Grampeou parentes de soldados mortos. Grampeou até a adolescente Milly Dowler. A garota estava desaparecida – soube-se depois que já tinha sido assassinada – quando detetives contratados pelo News apagaram mensagens de seu celular, o que causou nos familiares a impressão de que ela ainda estava viva. Com isso o caso ganhou uma sobrevida – e, em consequência, a cobertura do caso, liderada pelo News of the World, também ganhou sobrevida. Lucrativa.

Essas revelações estarreceram a Inglaterra. O tabloide era um serial killer da privacidade de gente comum. Anunciantes caíram fora. Os protestos se generalizaram. Murdoch fechou o semanário, na tentativa de estancar a sangria de reputação e de salvar um objetivo maior: ele queria comprar a totalidade da BSkyB, um poderoso grupo de canais a cabo do qual já é sócio. A tentativa não deu certo. O quadro só se complicou. Andy Coulson, ex-diretor do News of the World e porta-voz de David Cameron, o primeiro-ministro britânico, até janeiro de 2011, foi preso na sexta-feira passada. Só foi liberado sob fiança. O ex-primeiro ministro Gordon Brown diz que também foi grampeado. A crise do tabloide virou uma crise no Parlamento. Políticos de correntes várias passaram a contestar em público as pretensões do dono da News Corp., a tal ponto que, ontem mesmo, Murdoch anunciou que desistiu da compra da BSkyB. Ele está acuado. Na Inglaterra e no mundo.

O Watergate de Murdoch – Aí é que entram as razões da internacionalização desse debate. O escândalo dos grampos virou notícia no mundo todo porque o conglomerado de Murdoch está no mundo todo – e se ele faz por aí o que parece ter feito em Londres, isso diz respeito a todos nós. Ontem pela manhã a Rádio CBN noticiou em primeira mão no Brasil que o senador democrata Jay Rockefeller pretende investigar o grupo de Murdoch nos Estados Unidos. Um dos jornais que mais se destacaram na cobertura dos bueiros da News Corp. – depois do diário inglês The Guardian – é o americano The New York Times, que vem sofrendo uma concorrência frontal do Wall Street Journal, comprado, em 2007, por ninguém menos que Murdoch. Na Newsweek desta semana, o jornalista Carl Bernstein – autor, ao lado de Bob Woodward, da série de reportagens sobre o escândalo de Watergate, publicadas no Washington Post, que levaram a renúncia de Richard Nixon, em 1974 – lança a pergunta que só ele pode fazer: será que esse escândalo não é o Watergate de Murdoch?

O sentimento geral foi bem sintetizado pela revista The Economist de quinta passada: “Se ficar provado que os diretores da News Corporation agiram contra a lei, eles não deveriam mais comandar nenhum jornal ou estação de TV. Deveriam estar na cadeia”. Isso vale para qualquer país. No mundo de hoje, as práticas dos tabloides ingleses viraram tema do interesse público internacional.

Sim, isso mesmo. Existe um interesse público internacional, ainda que difuso, rarefeito, pouco institucionalizado. Não são apenas o capitalismo selvagem e a especulação financeira que rasgam fronteiras. As preocupações humanitárias em geral e a ética jornalística em particular também se globalizam como valores universais. É a isso que Murdoch terá de prestar contas. E com isso ele talvez não contasse.[Eugênio Bucci é jornalista, professor da ECA-USP e da ESPM]

Jovem empresário é sondado em São Cristovão
Dentre os nomes apresentados até agora para o pleito de 2012 para prefeito em São Cristovão, poucos tem uma importância para o município como o do empresário Diógenes Vasco, o empreendedor de 32 anos que também administra o grupo Sacel juntamente com seu pai e fundador Antônio Vasco que recentemente recebeu o título de cidadão São Cristovense.

Atividades
O jovem empresário ultimamente vem se mostrando interessado nas questões sociais e na política, sendo visto com vários ícones da política sergipana. Empreendedores de sucesso no ramo de segurança empregam em suas empresas neste município quase 2000 funcionários e vem ampliando seus negócios na cidade onde se instalou há mais de 20 anos, acreditando no potencial do município o mesmo vem diversificando suas atividades buscando novos empreendimentos.

Sondagem
O administrador de empresas tem sido sondado por vários grupos políticos, já com o apoio de vários empresários do município o jovem se mostrou interessado em participar de uma campanha eleitoral em São Cristovão, com um perfil de empreendedor arrojado e de sucesso os outros candidatos que se cuidem.

Sergipe é o destaque de suplemento do Financial Times sobre o Brasil
O menor estado do Brasil foi o destaque da última edição do suplemento "Brazil Confidential", do jornal britânico "Financial Times". Sergipe mereceu seis páginas, mais do que qualquer outra matéria. A que chegou mais perto, falando do mercado da cachaça, tinha quatro páginas. O jornal ressalta o rápido crescimento econômico do estado – 10% no ano passado – e destaca os investimentos feitos em petróleo, mineração, cimento, têxteis e alimentos. Leia em:
http://oglobo.globo.com/economia/mat/2011/07/13/sergipe-o-destaque-de-suplemento-do-financial-times-sobre-brasil-924904045.asp

Déda inaugura rodovia e escola em Santo Amaro
A restauração de uma rodovia cuja extensão ultrapassa os 20 km e a recuperação de uma escola estadual que possui 570 alunos matriculados. Este foi o saldo das melhorias entregues pelo governador Marcelo Déda ao visitar o município de Santo Amaro das Brotas ao final da tarde desta sexta-feira, 15.

Rodovia
As inaugurações tiveram início na Rodovia SE-240, que liga a BR-101 ao Terminal Marítimo Inácio Barbosa, na altura do Povoado Jatobá. Nela foram investidos R$ 14.657.975,22, fruto de um convênio firmado entre o Governo do Estado e a Petrobras, para a recuperação de rodovias situadas em área de localização de campos de exploração de petróleo. O valor total do acordo é de R$ 35.789.044,27 e prevê a reforma de outras vias em Sergipe.

Escola Estadual Esperidião Monteiro
Terminada a entrega da rodovia, Déda seguiu até a Praça Cel. Jacinto Ribeiro, no Centro de Santo Amaro, onde inaugurou a reforma da Escola Estadual Esperidião Monteiro. Foi a 58ª unidade de ensino da rede pública estadual que recebeu benefícios em sua estrutura física, de um total de 87 escolas da rede estadual que deverão passar por reformas.Foram investidos nesses serviços R$ 468.613,79. Neste ano letivo de 2011, 570 alunos estão matriculados na escola, cerca de 40 a mais que em 2010.

Turismo
O deputado federal e membro da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, Valadares Filho, esteve presente no 6º Salão do Turismo e visitou o estande de Sergipe. O parlamentar aproveitou a ocasião para anunciar as verbas da Câmara Federal destinadas para o desenvolvimento do turismo em Sergipe. Segundo o deputado, mais da metade de suas emendas parlamentares foram destinadas somente para o desenvolvimento de Sergipe.

Recursos
Segundo Valadares Filho, o próximo passo é o encaminhamento das demandas e prioridades para o desenvolvimento do turismo em Sergipe através do secretário Elber Batalha. "Essas emendas serão colocadas em novembro, e trarão recursos significativos para o turismo do nosso estado", disse Valadares Filho

Mantida liminar que determinou retirada de outdoors irregulares
Foi mantida pelos desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Sergipe – TJSE, a liminar que determinou a retirada, no prazo de 60 dias, da capital todos os engenhos de publicidade (outdoors, cartazes, placas, cavaletes, infláveis, backlights, frontlights, painéis eletrônicos e similares de anúncios comerciais/promocionais) que não tenham autorização. O Agravo de Instrumento 649/2011 foi ingressado pelo Município de Aracaju com o argumento de que o ente municipal não poderia figurar no pólo passivo do processo e que a manutenção da liminar possibilitaria o encerramento das atividades das empresas de mídia exterior, sendo o dano resultante da medida liminar infinitamente superior ao que se deseja evitar.

Atribuições
O relator, Des. Ricardo Múcio de Abreu Lima, em seu voto destacou que o município pode figurar sim no pólo passivo da ação. "Sabe-se que as atribuições do município estão previstas na Constituição Federal, sendo que ao mencionado ente político cabe zelar pelos interesses predominantemente locais, havendo previsão expressa sobre a sua competência para proteger o meio ambiente, que é justamente a intenção visada com a demanda".

Empossado novo Diretor-presidente da Segrase
Aconteceu na última sexta-feira, 15 ,a posse do novo Diretor-presidente da Segrase, o professor Jorge Carvalho do Nascimento, ocasião em que também tomaram posse o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania, Luiz Eduardo Oliva e o presidente da Fundação Aperipê, o jornalista Luciano Correia. A solenidade aconteceu no auditório da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise), onde reuniu secretários de Estado, políticos, amigos e familiares dos empossados, além da imprensa sergipana.

Geração
Em seu discurso, o governador Marcelo Déda parabenizou os empossados e fez questão de salientar que todos os três fazem parte de uma mesma geração e comungam interesses em comum em suas trajetórias, destacando a militância de cada um, a exemplo de Oliva no DCE da Universidade Federal de Sergipe(UFS) nas lutas estudantis a favor da democratização e  a vivência intelectual de Jorge Carvalho, também na UFS.

ACESE lamenta adiamento de votação do Simples
A diretoria da ACESE lamenta o adiamento da votação do PLP 591/10 que trata do Simples Nacional. Apesar dos esforços da bancada federal sergipana, em especial, dos deputados federais André Moura e Laércio Oliveira, o projeto só será votado após o recesso parlamentar que será iniciado no próximo dia 18. Mesmo com a redação do Projeto alterada para atender a determinadas exigências legais e ser votado logo, não houve interesse do governo em levar o Projeto à votação neste primeiro semestre. "Quem perde com isso são os empresários. Com muita sorte  conseguiremos que esse projeto seja sancionado antes do final do ano, e enquanto isso não acontece micro e pequenas empresas ficam no  prejuízo", opina o presidente da ACESE Alexandre Porto.

Sergás comemora 1.000 dias sem acidente com afastamento I
Na segunda-feira, 18, a Sergás comemora 1.000 dias sem acidentes de trabalho com afastamento o que vem demonstrar o comprometimento de todos que fazem esta companhia. Empresa fundada em 1993, ao longo de sua

história sempre buscou aumentar a participação do gás natural na matriz energética, com práticas que respeitam a segurança e o meio ambiente. Apesar de sua longa história apenas em 2008 começou-se há registrar os dias sem acidentes.

Sergás comemora 1.000 dias sem acidente com afastamento II
A diretoria entende, apoia e valoriza eventos como estes, pois demonstra que os resultados foram atingidos através da união de todos os colaboradores que entenderam a política de SMS da Sergás.Para atingir esta marca a Sergás proporcionou:Implantação da CIPA e SIPAT;Construção da Sede da companhia;Ampliação da política de benefícios; Mapeamento e manualização de seus processos;Política de SMS;Momentos de integração dos colaboradores;Inspeções com foco em SMS;Monitoramento das condições de trabalho;Treinamentos, palestras e DDS.Parabéns a todos que fazem a Sergás e contribuíram para este resultado fosse alcançado e rumo aos 2.000 dias!

Xingó é destaque no Estadão
O jornal ‘O Estado de São Paulo”, de 12 de julho, traz na página de turismo uma matéria sobre os encantos dos Cânions de Xingó, ressaltando que toda a beleza de águas verdes e naturais, retratadas na novela global Cordel Encantado, não é mero “truque de computação gráfica”. Além disso, enfatiza que o passeio é belíssimo e que a estrada que liga Aracaju a Canindé de São Francisco tem um ótimo asfalto, referindo-se à Rota do Sertão, rodovia que foi totalmente reconstruída pelo governo Marcelo Déda.

Programa auxilia cidadãos a gerir seu próprio negócio I
Quem busca informações práticas sobre a abertura de novos negócios ou já possui uma empresa e precisa de orientações para melhor administrá-la pode contar com um importante serviço oferecido gratuitamente pelo Sebrae. É o Programa de Autoatendimento Negócio Certo, um sistema que auxilia os cidadãos a gerir um empreendimento e torná-lo cada vez mais competitivo.

Programa auxilia cidadãos a gerir seu próprio negócio II
Através da ferramenta, os interessados recebem auxilio para a definição de uma ideia de negócio,e contam com o apoio de uma equipe técnica para a verificação da viabilidade mercadológica e econômico-financeira da atividade. Além disso, também são disponibilizadas orientações sobre a formalização do negócio e como gerí-lo de forma eficiente, permitindo que o empresário conheça a maneira adequada de relacionar-se com o mercado.

Programa auxilia cidadãos a gerir seu próprio negócio III
Para contar com o serviço, basta ao interessado acessar o endereço eletrônico www.negociocerto.sebrae.com.br, ou ligar para o telefone 0800-570-0800 e receber os manuais de cada etapa do atendimento. Outra opção é comparecer à sede do Sebrae, localizada na Avenida Tancredo Neves, 5.500 e receber a ajuda de técnicos da instituição.

Mobilidade urbana em Aracaju
O secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana, Luiz Carlos Bueno, esteve em Aracaju na última sexta-feira para anunciar a liberação de recursos do Governo Federal para o desenvolvimento de projetos da prefeitura voltados para o transporte.  Na oportunidade, durante um encontro com representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), o secretário destacou a disposição da União em investir em um Plano de Mobilidade Urbana para a capital sergipana.

Entre as principais
"Pelo que observei aqui, Aracaju pode ser um das principais capitais modelo em mobilidade do Brasil. E o Governo Federal com certeza estará investindo em projetos desse aspecto aqui. O governo tem a consciência de que é preciso movimentar a economia do transporte particular, mas isso tem que acontecer sem desprezar o transporte público. As cidades precisam de uma mobilidade no trânsito e o investimento no transporte público é essencial para promover essa mobilidade", frisou o secretário.

Corredores 
Em concordância, o superintende do Setransp, José Carlos Amâncio, acrescentou que "quando os carros particulares estiverem em congestionamentos, mas isso porque os corredores de ônibus estarão ativos, movimentando o transporte coletivo, ai sim Aracaju começará a viver a mobilidade. Será quando muitos passarão a utilizar para o transporte público, que por sua vez deve estar preparado para isso", comentou Amâncio.

Projetos
Desta vez, Aracaju obteve a aprovação de quatro projetos: a integração das ciclovias, a construção do novo Terminal de Integração próximo ao Mercado Albano Franco, a construção de novos abrigos de ônibus em todos os pontos de parada, e ainda a reforma do Terminal de Integração do DIA. De acordo com o secretário Nacional de Programas Urbanos do Mistério das Cidades, Norman Oliveira, que também esteve no encontro, só com estes projetos Aracaju receberá R$ 113 milhões de recursos.

PELO TWITTER

Troca
www.twitter.com/PauloRolemberg    Mudar de sexo agora tem outro nome: "resignação sexual". A definição foi dada ontem por Ariadna, ex-BBB, no programa de Danilo Gentili.

Missão impossível
www.twitter.com/netodograccho    O serviço público deveria ser encarado como o privado. Existe um cliente, que paga caro por ele, e é muito mal servido.

Chororô
www.twitter.com/marcosaurelio23 @MarceloDeda diz ser republicano e respeita as Instituições. Há quase 3 anos não recebe Luciano Bispo, mas recebe vereadores p/assuntos adm!

Farinha pouca meu pirão primeiro
www.twitter.com/Narcizo_Machado    Declaração de Matos demonstra a visão dele sobre política, 'vou para onde seja mais fácil me reeleger'. O que será que D.Lessa diria disso?

Existencialismo
www.twitter.com/walbertbatista  A maior forma de reconhecer uma perda, é não desistir dela jamais. Apenas dá um tempo e deixar o tempo responder por si.

www.twitter.com/WilliamFonseca    No gráfico de ganhos e perdas da vida, fica melhor quem consegue equilibrar os números e ficar na média. Vencer não é ganhar, é manter!

DO LEITOR

Edital para ser candidato a prefeito em São Cristovão                                                       
Por Abrahão Crispim Filho: “Aberta as inscrições para pré-seleção de prováveis candidatos a Prefeitura Municipal de São Cristóvão a 4ª cidade mais antiga do Brasil, berço da civilização do Estado de Sergipe del Rey. Os candidatos á vaga devem preencher as seguintes exigências:
• FICHA LIMPA;
• REPUTAÇÃO ILIBADA;
• SANCRISTOVENSE NATO OU NATURALIZADO;
• PROPOSTA DE GOVERNO;
• SERVIÇOS PRESTADOS À COMUNIDADE LOCAL;
• RESIDÊNCIA FIXA NA VELHA CAPITAL;
• PERFIL POLÍTICO;
• APTIDÃO PARA O QUE SE PROPÕE.

O pré-Candidato que não preencher ou não apresentar qualquer uma dessas exigências citadas acima é automaticamente desclassificado.O concurso será realizado através do sufrágio popular e será aprovado o mais votado no dia 07 de outubro de 2012. São Cristóvão / SE, 15 de julho de 2011/ Povo de São Cristóvão.

Motonetas: os proprietários de veículos querem saber da SMTT
Do leitor Bonfim Filho, publicitário: Diante da possibilidade de ser colidido por uma dessas motonetas que circulam sem identificação pelas ruas de Aracaju, e o condutor da mesma evadir-se do local da ocorrência, o que o motorista deve fazer. Opção Um: Seguir o infrator pelas ruas de Aracaju, podendo alcançá-lo ou não e na possibilidade de alcançá-lo cobrar do mesmo as devidas responsabilidade, podendo inclusive agredir ou ser agredido? Opção dois:Esquecer o que aconteceu, assumir o prejuízo, tocar a vida pra frente e agradecer a DEUS por ter tido “apenas” prejuízos materiais?? Opção três: Torcer, rezar, vibrar e fazer promessa para SANTO EXPEDITO para que os órgãos envolvidos no transito da nossa Cidade e Estado, assumam de verdade suas responsabilidade, deixando de ser negligentes, sejam proativos e encontrem uma forma de ordenar e disciplinar a questão? Responda, por favor, Major Paiva, comandante do trânsito da SMTT”.

Equivoco de deputado
Nota de Antonio Leite, Vice-Presidente Estadual do Partido Verde: “O Deputado Gustinho Ribeiro comete um equivoco quando acusa o Partido Verde de persegui-lo. Pelo contrario. Abrimos mão de uma candidatura a Governador para beneficiá-lo. O que acontece é que o Dep. não deu a menor importância aos companheiros que o ajudaram.  Não existe perseguição nenhuma. Eu mesmo, em conversa com  o advogado Jorge Fraga (seu Tio), propus  uma reaproximação que  criaríamos ambiente favorável  a ele. Quanto a casacão do seu mandato , não esta em pauta na Executiva, vamos esperar os fatos acontecerem, depois tomaremos uma posição, mais sem o sentimento de caça as bruxas. O próprio Ministério Publico já entrou com ação contra os que assinaram o documento em São Paulo e agora registraram a comissão  provisória sem se desligar dos seus partidos de origem, o que caracteriza dupla filiação.Acredito ter havido um mal entendido com relação ao cargo para Reinaldo em troca da Presidência Regional do PV.  Perguntado  sobre a participação do PV no Governo eu disse que como o Gustinho não havia conseguido a presidência do partido (como ele diz em matéria no Correio de Sergipe),  o cargo foi suspenso o que denotava que interessava ao Governo o deputado e não o partido. Portanto dava uma conotação de troca: me dê a presidência que eu lhe dou o cargo.  Não tenho absolutamente nada pessoal contra Gustinho, nem tão pouco estou querendo aparecer, como disse o Deputado,  fui perguntado e respondir o que acho certo, sem nenhuma intenção de ofende-lo. Lamento estes desentendimento. Gostaria que fosse diferente”.

Violência em São Cristóvão
Do leitor Pitágoras Moura de Andrade: “A violência que assola São Cristóvão provoca mais uma morte, o soldado da polícia militar conhecido como Léo, segurança do Prefeito de São Cristóvão Alex Rocha foi alvejado com dois tiros na estrada do CAIC, não resistiu os ferimentos e morreu no local. Infelizmente uma notícia triste para os municípies e um título que não queremos para a cidade que a "mais violenta do Estado", isto é uma vergonha!!!”

ARTIGO

Déda e o silêncio sobre Comunicação Pública – Paulo Victor Melo, jornalista

Na manhã desta sexta-feira (15), o Governador do Estado de Sergipe Marcelo Déda deu posse a três novos gestores da administração estadual direta e indireta: José Oliva, Secretário de Direitos Humanos e Cidadania; Jorge Carvalho, Diretor da SEGRASE (Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe); e Luciano Correia, Superintendente da Fundação Aperipê (FUNDAP).

Nestas breves linhas irei me debruçar sobre a posse do novo Superintendente da FUNDAP.

Durante a parte do discurso em que falou da nomeação de Luciano Correia, o Governador Marcelo Déda em momento algum citou que a FUNDAP representa a Comunicação PÚBLICA de Sergipe. O Governador também não se posicionou a respeito das principais problemáticas que envolvem a Aperipê atualmente.

Em maio de 2010, um conjunto de organizações e entidades da sociedade civil se empenhou na elaboração do Documento de Reestruturação da Aperipê. Dentre outras questões, o Documento pretende fortalecer o caráter público da Aperipê, por meio da ampliação da participação social na gestão e na definição de conteúdo das emissorass vinculadas à FUNDAP; autonomia financeira e política em relação ao Governo do Estado.

Desde então, o Governo do Estado não deu encaminhamento às propostas de mudança na FUNDAP construídas pela sociedade civil. E, durante a posse de Luciano, o Documento não foi lembrado pelo Governador.

Os servidores da TV e rádios Aperipê há anos travam uma luta por dignidade salarial e condições de trabalho, por meio da construção do Plano de Cargos, Carreiras e Salários. Déda, ou desconhece ou esqueceu essa situação dos servidores. Muito menos apontou como meta para a gestão de Luciano Correia a valorização dos trabalhadores da FUNDAP.

O discurso de Marcelo Déda, ao falar da nomeação de Luciano Correia, foi meramente centrado na amizade que carregam e na capacidade de Luciano em proferir palavras de conforto quando Déda estiver mal politicamente…Será que Déda pretende utilizar a Aperipê como veículo de assessoria do Governo?

Como novo Superintendente da FUNDAP, Luciano Correia, que não teve oportunidade de proferir uma palavra durante a sua posse, não deverá ter o mesmo discurso nem a mesma prática do Governador Marcelo Déda.

Se, diferente de Marcelo Déda, Luciano desejar fortalecer o caráter público da Fundação Aperipê, deverá dialogar com a sociedade organizada e debater coletivamente os rumos da FUNDAP para que esta se torne, de fato, uma comunicação a serviço da população sergipana, com autonomia e participação social.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
"Homem verdadeiramente corajoso é aquele que tem medo do temor”.  Maomé.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários