A Mudança de Temperatura

0

A temperatura no planeta Terra é a mals alta dos últimos 400 anos. A Academia de Ciências dos EUA chegou a essa conclusão numa ampla revisão de trabalhos científicos sobre o tema, requisitada pelo Congresso americano. 0 relatório da academia afirma que “0 calor recente não tem precedentes, pelo menos, nos últimos 400 anos, e potencialmente por vários milênios”.

 

Os cientistas afirmam que têm menos confiança nas evidências sobre as temperaturas anteriores ao ano 1600. Mas afirmam que é possível aceitar a existência de uma elevação abrupta das concentrações de gás carbônico e metano da atmosfera a partir do início do século 20, depois de uma concentração que se manteve constante por 12.000 anos. Esses são os gases causadores do efeito estufa.

 

Climatologlstas do Goddard Institute for Space Studies (GISS) da Nasa descobriram que 2007, junto com 1998, foi o segundo ano mais quente num século na Terra. Pesquisadores do instituto usaram dados de temperaturas das estações de tempo em terra, medições por satélite das temperaturas marinhas desde 1982 e Informações enviadas por navios nos últimos anos.

 

O maior aquecimento de 2007 ocorreu no Ártico e latitudes vizinhas. 0 aquecimento global teve um efeito maior nas regiões polares, e a perda de neve e gelo se transformou num maior volume de água para os oceanos, consumindo assim mais luz solar e gerando calor.

 

Especialistas em clima do Instituto de Estudos Espaciais Goddard da Nasa (Giss) revelaram que 2008 foi o ano mais frio no planeta desde 2000. Segundo a Organização Meteorológica Mundial (WMO), a temperatura média global no ano passado foi de 14,3 graus centígrados.

 

Essa média, entretanto, continua alta em comparação com as temperaturas de décadas anteriores. Os dez anos mais quentes já registrados desde a primeira medição global de temperaturas, em 1880, estavam entre 1997 e 2008 – anos em que esquentou também a discussão sobre o papel da atividade humana no aquecimento global.

 

Por isso, apesar de ter sido “0 ano mais frio” dos últimos oito anos, 2008 foi  9º ano mais quente entre os últimos 128 anos. A análise do Giss revelou que a temperatura do ar em 2008 foi 0,44 graus centígrados acima da temperatura média global do período entre 1951 e 1980 – usado como base no estudo.

 

Os efeitos da mudança climática já estão sendo notados entre os pássaros na Europa, onde as espécies atingidas são três vezes mais numerosas do que as que se beneficiam deste fenômeno, segundo um estudo internacional publicado pela revista Public Library of Science (PLoS).

 

Embora as temperaturas tenham aumentado pouco recentemente, é surpreendente ver a que ponto o impacto já é visível sobre as populações de pássaros, e isto acontece em toda a Europa.

 

0s resultados mostram que o número de espécies atingidas de forma negativa é quase três vezes maior que o número de espécies que se beneficiam das mudanças do clima, afirmou.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários