A vez dos traíras

0

Na campanha eleitoral que se avizinha, vai reaparecer na praça uma espécie que faz muito mal à democracia e causa sérios prejuízos financeiros aos candidatos descuidados: o vendedor de votos. Ele costuma encher os bolsos praticando um comércio ilegal, porém é muito comum no Nordeste. Também chamadas de traíras, essas pessoas aproveitam o prestigio político que têm na região onde vivem para faturar com as eleições. Muitos conseguem vender o mesmo curral eleitoral a mais de dois candidatos. Pior é que a “vítima” não pode se queixar contra os traíras, pois a compra de votos é ilegal e, por isso mesmo, realizada sem recibo. Ademais, político que faz esse tipo de transação merece mesmo ser enganado, para aprender que o povo não é gado para ser vendido.

Cabide de João

Proporcionalmente, a Prefeitura de Aracaju tem mais cargos comissionados do que o governo de Sergipe. Segundo publica hoje o Jornal da Cidade, a administração de João Alves Filho (DEM) tem 2.492 CC’s. Em 2012, antes de o demista assumir, o número de comissionados era de 1.276, portanto, 95% menor. E o senhor prefeito ainda se queixa de não ter recursos para pagar em dia a folha dos servidores efetivos. Também, com um cabidão de empregos deste tamanho, não pode sobrar dinheiro pra mais nada!

Anos de chumbo

E o governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), senta hoje na cadeira da Comissão Estadual da Verdade para recordar a tenebrosa ditadura militar. Será a partir das 9h, no auditório do Museu da Gente Sergipana. JB deve focar mais nos anos 70, quando a famigerada Operação Cajueiro fez prisões ilegais e torturou dezenas de sergipanos nas dependências do quartel do 28º Batalhão de Caçadores, em Aracaju. Uma covardia sem tamanho!

Inocente!

E quem anda preocupado com a paralisação das obas do canal do bairro Santa Maria é o vereador Bigode do Santa Maria (PMDB). Segundo ele, os trabalhos foram suspensos em dezembro último e na Prefeitura informam que as máquinas foram retiradas do canteiro de obras para serem levadas e lubrificadas. Antenado com a realidade, o vereador Lucas Aribé (PSB) decifrou a charada: “A culpa é do prefeito João Alves Filho, que não pagou a empresa responsável pela obra, obrigando-a a paralisar os serviços”.

Braços cruzados

Sexta-feira próxima é dia de Aracaju e Socorro ficarem emporcalhadas. Contrariados com o descumprimento do acordo salarial, os garis e margaridas da Empresa Torre prometem cruzar os braços por 24 horas. Eles se queixam que não estão recebendo tíquete alimentação, reajuste salarial e outras "cositas más". Outra vez, o povo paga o pato!

Descontrolado

A crise econômica não é o principal problema do governo de Sergipe. O que falta é planejamento. Quem pensa assim é o deputado estadual Georgeo Passos (PTC). “Em 2014, a arrecadação estadual foi de R$ 7,959 bilhões, inferior à do ano passado, que chegou a R$ 8,419. E mesmo dezembro último tendo sido o mês que mais arrecadou, o governo atrasou os salários e parcelou o décimo terceiro”, afirma. Segundo Georgeo, o Executivo estadual não organiza as despesas e o povo é quem paga a conta. Homem, vôte!

Reintegrados

O governo estadual reintegrou 15 policiais civis aprovados em concurso. Eles estavam longe de suas funções há cinco anos. Os 15 tinham sido afastados por conta de problemas com testes físicos quando já eram servidores. Satisfeito com o final feliz para os policiais, o deputado governista Francisco Gualberto (PT) fez uma cobrança à imprensa: “Quando a notícia é boa, não é manchete em lugar nenhum na mídia. Tomara que eu queime a língua e essa notícia ganhe destaque em todas as TVs, jornais, sites e rádio”. Pronto Chiquinho, tá você com a língua queimada!

Feira ameaçada

A Feira Agropecuária de Sergipe, maior evento do setor no estado e realizada entre os meses de fevereiro e março, corre o risco de não acontecer este ano. Segundo Ivan Sobral, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe, a forte crise econômica está inviabilizando a arrecadação dos recursos necessários à realização da Feira. Uma pena!

Contra Dilma

Após ter sido traído pela cúpula nacional do PSDB, o senador Eduardo Amorim (PSC) se encontrou ontem com o líder tucano Aécio Neves. Eles e as demais lideranças da oposição no Congresso trataram sobre a manifestação contra a presidente Dilma Rousseff (PT), marcada 13 de março. Prevendo um novo fracasso de público, os líderes definiram que o principal mote da convocação é: “ou você vai, ou ela fica!”. Então, tá!

Cobrança indevida

E deputado estadual Jairo de Glória (PRB) está orientando os pequenos agricultores de Porto da Folha a não pagarem a contribuição sindical cobrada pela Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária Nacional (CNA). Segundo ele, a cobrança é ilegal, pois os pequenos produtores são isentos dessa taxa. Para ampliar o debate sobre o tema, Jairo agendou uma audiência pública, que acontecerá em Glória, no próximo dia 6. Prestigie!

Movimento parado

Nunca a frase “o movimento está parado”, cunhada pelo saudoso empresário Josias Passos para explicar a queda das vendas, esteve tão atual quanto agora. Por conta da forte crise econômica, o comércio de Aracaju registra movimento fraquíssimo, estando quase às moscas. Tendo atuado no comercio aracajuano por mais de seis décadas, seu Josias morreu em outubro passado, aos 101 anos: “As Casas JG vendiam miudezas, ferragens, produtos de armarinho, armas, munição e até explosivos”, gostava de dizer, orgulhoso, o bem sucedido empresário, nascido no Saco da Ribeira, atual Ribeirópolis.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Notícia, em 3 de dezembro de 1896

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários