Agências do Banese: fecham ou não fecham?

0

Um assunto predominou ontem nos debates da Assembleia Legislativa, praticamente com a adesão de todos os deputados presentes na sessão ordinária. Seria o fechamento de dezesseis agencias do Banco do Estado de Sergipe (Banese) não só no interior do Estado, como também na Capital (aqui em Aracaju, seriam duas agências). Pelos boatos espalhados ontem, o Banese estaria preparando o enxugamento da máquina, para depois ser privatizada. O deputado Adailton Martins foi o primeiro a condenar o encerramento das atividades dessas dezesseis agências e o primeiro a solicitar que o Presidente do Banco doestado fosse convocado (não convidado, convocado mesmo) a vir a esta Casa explicar” o que está acontecendo”. Daí em diante todos os oradores que se seguiram lavraram o seu protesto pelo fechamento das agências, tornando o Banese mais “fraco”. Até parlamentares da Oposição uniram- se ao protesto, como o deputado Iran Barbosa, sempre um crítico mordaz das atividades do Governo do Estado. Fez uma enfática defesa do Banco do Estado e contra o desmonte que ele estaria sofrendo agora. O deputado Georgeo Passos lamentou que o fechamento atinja agências no interior do estado, até de cidades de razoável porte A deputada Kitty Lima considerou que o fechamento dessas agências seria um retrocesso “sem tamanho” no Estado. Todos os deputados trataram do fechamento de agências e de outros assuntos de sua própria pauta. Mas, foi o deputado Zezinho Sobral ,líder do governo quem pôs o feito à ordem. Ele disse que o Banese, através de nota oficial, distribuída hoje pela manhã, informou que a notícia não procedia, mas considerou essencial um dialogo com o Presidente do Banco para dar mais tranquilidade a todos os sergipanos. Logo depois dele o ex-líder do governo, deputado Francisco Gualberto , garantiu que não vota favoravelmente a privatização de órgãos públicos, principalmente no caso do Banese e também da DESO. Considerou fundamental trazer o Presidente do Banese para saber o que realmente está acontecendo e encontrar uma solução em conjunto.

Secretário diz desconhecer o assunto

Mais tarde, na sala das Comissões, o Secretário da Fazenda foi prestar contas do 2º quadrimestre do ano passado, nas contas do Estado. Nessa qualidade, perguntaram sobre o fechamento das agências. Mas, ele disse que não faz parte de qualquer Conselho do Banco do Estado e não estava a par do assunto. Os fatos serão esclarecidos pelo Governo”. Daí porque acredita que tudo não passa de boato. Por seu turno, o deputado Zezinho Sobral, líder do governo, que se encarregou de tranquilizar os parlamentares, disse que o Banese emitiu uma nota a respeito hoje pela manhã, mas não a distribuiu com a Imprensa, pelo menos até o meio-dia.

Placa de gesso veio abaixo

Ante-ontem a tarde, por volta das 16h20, ocorreu um incidente no plenário da Assembleia Legislativa. Felizmente, como não havia ninguém no plenário – só uma jornalista encontrava-se encerrando seus trabalhos, aliás muito próximo do local do incidente – não houve vítimas ou feridos. Se fosse em horário de sessão, certamente teríamos alguns feridos, até graves. O fato é que uma placa de gesso despreendeu-se do teto do plenário Pedro Barreto de Andrade e caiu ao solo por detrás da poltrona onde senta o Presidente da sessão. Ficou um buraco enorme no teto – e, no momento da queda, um barulho ensurdecedor que causou susto até em quem estava no hall da Assembleia. Pelo que se sabe, a Defesa Civil já havia condenado o teto da Assembleia e exigido da administração do Legislativo a substituição de todo aquele teto. Mas, isto só será possível agora quando do próximo recesso, em junho vindouro. É que remover o teto de gesso dá uma trabalheira danada… Agora é torcer para que novas placas não caiam no plenário, agora atingindo parlamentares. Nenhum deputado comentou o incidente, tanto da tribuna, quanto pessoalmente com os jornalistas.

Secretario da Fazenda na Assembléia

O Secretário da Fazenda, Sr. Marcos Queiroz, foi ontem à Assembleia Legislativa para exposição sobre a situação financeira do Estado no segundo quadrimestre de 2019. Pôs-se a disposição da Assembleia para marcar data para exposição sobre o terceiro trimestre o que fecharia o ano de 2019. A equipe da Secretara da Fazenda já deve ter concluído os dados necessários para exposição na Assembleia.”Agora, resta a Assembleia marcar a data da nova audiência pública”. Ontem, o deputado Iran Barbosa lamentou o atraso em que estas audiências públicas são realizadas na Assembleia. “Os deputados – disse ele – ficam tomando conhecimento da realidade financeira com enorme atraso. O mesmo acontece com a Secretaria de Saúde. É preciso pôr essas audiências em dia para que os deputados saibam da realidade do Estado em tempo hábil de apresentar sugestões ou fazer comentários”.

Reservatório de água

O deputado Ibrahim Monteiro apresentou ontem na Assembleia uma indicação para que seja encaminhada a implantação de um reservatório de água potável junto ao chafariz no conjunto João Almeida Rocha, situado no Alto da Boa Vista, no município de Lagarto.

implantação do cadastro único

O Cadastro Único é uma ferramenta do governo federal que inclui familiares de baixa renda para o acesso dos programas sociais municipais, estaduais e federais. A Coordenadoria do Benefício Assistencial e Transferência de Renda da Assistência Social de Aracaju, departamento responsável pelo gerenciamento do Cadastro Único na Capital sergipana, atua para facilitar o acesso das pessoas em situação de vulnerabilidade aos benefícios ofertados. De acordo com sua própria necessidade, o usuário pode ter acesso a diversos programas como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), carteira do idoso, Identidade Jovem, isenção de taxas de inscrições em concursos públicos, tarifa social de energia elétrica e Bolsa Família. O Cadastro Único também é porta de entrada para os atendimentos da política de Assistência Social, a exemplo do auxilio-moradia e dos serviços e programas ofertados a idoso nas unidades socio-assistenciais.

Acusação desmedida

O deputado do PSOL do Rio de Janeiro, Glauber Braga, acusou o Ministro da Justiça, Sr. Sérgio Moro, de capanga do Presidente Bolsonaro. Esqueceu-se de dizer que sua própria mãe, está presa cumprindo longa pena, por roubo…

Veto em apreciação

É bem possível que haja votação de alguns projetos na Assembleia Legislativa, na próxima. É que o veto imposto pelo Governador Belivaldo Chagas a um projeto aprovado pelo Legislativo impede a apreciação dos novos projetos. É preciso, primeiro, livrar-se do veto…

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários