Alessandro, Mitidieri,Rogério e Valadares Filho:vencedores políticos

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Não é previsão. É constatação.

E antes mesmo do próximo domingo, data da realização do segundo turno, Sergipe e os sergipanos já apontaram que rumos querem para o futuro.

Antes que digam ou insinuem que o Blog está escancaradamente fazendo campanha para “a” ou “b” alerta: a análise levará em conta não a quantidade voto recebida ou perspectivas de ocupação de espaços de poder, mas o desempenho de cada um dentro da conjuntura política sergipana. Para tanto é importante esclarecer e diferenciar as expressões vitória eleitoral e vitória política: a primeira diz respeito a quem obtém mais voto e consegue se (re) eleger; a segunda corresponde aos ganhos e capital políticos oriundos da postura, do desempenho e da imagem que ficou no imaginário popular.

E é por isto que estes quatro nomes, no entendimento do Blog, são os grandes expoentes destas eleições. Por quê?

Vejam, a velha guarda da política sergipana está de pijamas: o ex-governador João Alves hoje carece de acompanhamento médico e já está no convívio familiar. Já o tucano Albano Franco, depois de longo período de atividade partidária, hoje se divide entre suas atribuições empresárias e as atribuições como imortal da Academia Sergipana de Letras. As urnas este ano também, de forma soberana e educada, aconselharam a outros dois ex-governadores a deixarem os espaços para as novas gerações: Antônio Carlos Valadares e Jackson Barreto, de uma só vez, não conseguiram vaga no Senado Federal. Ou seja, o quarteto de ex-gestores de Sergipe devem deixar seus nomes na história e o assento livre para outros começarem a dirigirem os destinos do estado.

E é nesta transição de gerações e líderes que surgem os nomes de Alessandro, Rogério Carvalho, Fábio Mitidieri, e Valadares Filho. Todos estão sobejamente bem posicionados para juntos, ou em lados opostos, travarem batalhas eleitorais e ocuparem pelos próximos anos o protagonismo em Sergipe.

Alessandro Vieira é, indubitavelmente, o retrato dos novos tempos da politica em que uma mistura de discurso de defesa do zelo com o erário, combate à corrupção e o apelo sistemático do empoderamento e participação da sociedade confluiu para uma vitória acachapante. Ao seu lado devem gravitar novos nomes que nunca tenham disputado cargo público e deve agregar valores e projetos. O dilema de Alessandro é saber se fica ou sai da Rede já que a sigla não alcançou a cláusula de barreira e ficará sem tempo de TV e fundo partidário.

Rogério Carvalho venceu as pesquisas e os adversários e finalmente chegou ao Senado. Pacificou o seu partido e ainda por cima se consolida como a principal estrela da Era pós-Deda. Já mandou recado a Edvaldo, a quem acusa de corpo mole em sua campanha e não se assustem se o PT lançar candidato próprio à Prefeitura de Aracaju em 2020.

Fábio Mitidieri já havia ensaiado uma candidatura ao Senado este ano, mas a teimosia de Jackson o fez recuar. Seu partido elegeu uma das maiores bancadas da Alese e os mais de 100 mil votos obtidos no primeiro turno o cacifa para voos mais altos. Conciliador, deve tentar influenciar seus aliados em 2020 no interior e em 2022 disputar fortemente a majoritária.

Valadares Filho desafiou a lógica dos números e dos apoios e deixou para trás Eduardo Amorim no primeiro e está em plena disputa com Belivaldo Chagas e a máquina do Governo. O pessebista ousou desafiar os grupos majoritários, constituiu-se como a principal voz da oposição aos governos de Jackson e Belivaldo. Sua mensagem foi ouvida e seu desfaio hercúleo agora é vencer a força da máquina administrativa. Independente da vitória eleitoral ou não, já foi vitorioso politicamente.

De todo modo, estas personagens figurarão, certamente, nos próximos anos como aqueles que devem protagonizar os embates políticos e eleitorais. Mas por ora, são só grandes vencedores da peleja política deste ano.                                                                                                          

Associação Sergipana do MPE encaminha carta ao governador pedindo que seja nomeado o mais votado para procurador-geral A Associação Sergipana do Ministério Público enviou ofício ao governador Belivaldo Chagas, pedindo que seja nomeado o mais votado pela classe para o cargo de procurador-geral. A eleição foi realizada segunda-feira e o promotor Manuel Cabral Machado Neto obteve 104 votos ficando em segundo lugar o procurador Eduardo Barreto D`Avila Fontes com 58 votos. Ou seja, o primeiro colocado teve quase o dobro dos votos do segundo.

Princípio democrático do mais votado No ofício, o presidente da associação Jarbas Vasconcelos reconhece o que é facultado ao governador constitucionalmente, de nomear qualquer integrante da lista, mas ressalta que a Associação, que vela pelo princípio democrático, assumiu o compromisso de defender a nomeação do mais votado da lista.

Vazado encontro “ultra-secreto” em casa de ex-conselheiro E nos bastidores da política de Sergipe o que se comenta nos últimos dias foi um encontro ultra-secreto que foi vazado por conta de um vizinho bisbilhoteiro. O candidato desesperado pediu um encontro com o irmão daquele outro candidato que até então era considerado pessoa “non grata.” O irmão do outro candidato, conhecido “operador” nos bastidores fez juras de amor e concretizou o apoio de algumas lideranças alicerçado em promessas mil para 2019. O ex-conselheiro, que transita em todos os lados e dono da casa não esperava que o vizinho fosse tão bisbilhoteiro…

GAECO é trabalho dos promotores Aos desavisados: O Ministério Público Estadual não é um órgão do governo, mas um órgão de fiscalização. Ou seja, o GAECO, que faz parte do MPE é trabalho dos promotores. Não queria tomar para si para mostrar um combate à corrupção que não existe na prática.

Viralizou E parece que um determinado encontro com dois graduados petistas na última sexta-feira, que foi realizado sobre o maior segredo e sigilo, virou conversa das rodas de bares em Aracaju. Até o áudio da reunião secreta, que não foi divulgada pelo site da determinada entidade, está circulando em vários lugares, causando o maior desconforto nas pessoas que ouvem. Os autores da gravação da conversa falaram que já enviaram o áudio para o exterior e para Brasília. Pelo visto havia uma clara intenção de colocar a estrutura de uma determinada entidade a serviço de um grupo político.

Viralizou II Ficou muito feio para o “chefe”, que apressou-se em determinar a um auxiliar seu que assumisse a responsabilidade do encontro e em conceder uma entrevista para um colega de profissão. O “chefe” já é motivo de “piada” por causa de um vídeo com uma entrevista do mesmo realizada em 2012 e que viralizou no YouTube e nas redes sociais.

Escolha difícil Têm pessoas e lideranças políticas de Nossa Senhora do Socorro que não entenderam a adesão tão rápida do ex-suplente de candidato a prefeito, Klewerton Siqueira, à campanha de Belivaldo Chagas. Ligado ao senador Eduardo Amorim (PSDB), Klewerton fez uma campanha aberta ao tucano no município, mostrando-o como a melhor opção para Sergipe e criticando o descaso do governo com a cidade.

Escolha difícil II Acontece que com o fraquíssimo resultado e a derrota de Eduardo Amorim em Socorro e no Estado, e mesmo estando com Fábio Henrique, eleito deputado federal, Klewerton preferiu pular para o Governo, o que, para alguns, é cavar sua própria cova política, uma vez que, independente do resultado, não há sintonia entre ele, Belivaldo e a principal liderança ligada ao governo no município, prefeito Padre Inaldo.

Será liderado por padre Inaldo? E a pergunta que muitos fazem é: Klewerton Siqueira, que se intitula líder, agora será liderado por padre Inaldo? Parece que o caminho tomado por ele foi mesmo baseado no oportunismo e de olho em privilégios futuros.

O clima no interior começa a ficar surpreendente De um experiente político do interior: Algumas lideranças que foram “convidadas” a apoiar Belivaldo agora no 2° turno estão desistindo e anunciando neutralidade. Isso está sendo provocado pela adesão do eleitorado ao candidato Valadares Filho.

Banese não respeita a lei dos 15 minutos O blog vem recebendo constantes reclamações e informações do mau serviço de atendimento da agência central do Banese no centro cidade. Por causa da demora nos atendimento dos caixas, teve usuários que chegou às 10h30 na agência e só saiu às 14hs. Isso defesa do consumidor não olha.

Visita ao Gabinete do Senador Cristovam Buarque O senador eleito por Sergipe, Delegado

Alessandro: reunião muito produtiva com o Senador Cristóvão Buarque, para tomar conhecimento dos projetos em andamento.

Alessandro Vieira (REDE), participou de reunião com o Senador Cristovam Buarque. O encontro ocorreu na tarde da quarta-feira, 24, no gabinete do senador em Brasília, e tinha por objetivo tomar conhecimento dos projetos em andamento na casa legislativa.

Demandas mais urgentes Na oportunidade, além de dialogarem sobre o trabalho desenvolvido no Senado Federal, falaram das demandas mais urgentes do país. O futuro parlamentar manifestou sua priorização para a área da educação. “A reunião com o Senador Cristóvão Buarque foi muito produtiva. É importante dar continuidade àquilo que é relevante para o futuro do Brasil, em especial a educação”, pontuou Alessandro Vieira.

Insegurança em Sergipe A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) ratificou ontem (24) o seu sentimento de preocupação e susto com os índices da violência que têm marcado o Estado de Sergipe. “Ontem, li na imprensa que mais de três pessoas, por dia, são mortas violentamente. Isso é inaceitável. E não é ineficiência do quadro técnico das polícias, é uma ineficiência estrutural e de conjuntura”, avaliou o parlamentar, referindo-se a levantamento feito pelo Portal G1, em todo o país.

Política mais agressiva Para ela, o próximo governador terá que adotar uma política mais agressiva para que os cidadãos de bem tenham as suas vidas poupadas. “Não é possível que um estudante, um trabalhador ou uma trabalhadora não possam andar livremente nas ruas, por qualquer parte desse Estado, sem serem agredidos. É preciso repensar isso e garantir aos cidadãos o que a Constituição Federal lhes faculta: o livre direito de ir e vir”, argumentou Maria.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Do médico Gilberto Santos Quero externar um depoimento aqui: “Eu estava extremamente resignado, achando que a eleição estava definida, que a elite iria conseguir impor seu candidato e etc e tal. Há exatos dois dias tenho sentido uma mudança brutal na sociedade. As pessoas parecem ter acordado de um sono profundo que na verdade mais parecia um pesadelo. Pessoas começaram a me ligar, gente do povo, velhos companheiros que, como eu, pareciam estar resignados. Não sei o que está acontecendo nos demais lugares do nosso país, afirmo porém que se este sentimento estiver acontecendo em todos os lugares, e acho que está. Conclamo a todos os Dorenses, Sergipanos e Brasileiros a irem para a rua pois iremos ganhar esta eleição. Vamos vencer a violência, o Fascismo!”

Uma das vantagens de saber história é estar pronto para o pior… Para referendar o nosso artigo sobre o ódio de ontem: Brasil Bipolar, escrito por Leandro Karnal, O Estado de S. Paulo, 24 Outubro: “Estamos afogados na polarização. O maniqueísmo é uma heresia no catolicismo, mas se transformou em virtude no maior país católico do mundo. São escassos os argumentos e abundantes as opiniões. Coaxam os adeptos polarizados de forma monocórdica no pântano raso das redes sociais. Robôs ladram e a caravana não passa, emperrada em palavrões. Pena que tantos jovens tenham descoberto o território da política como o aniquilamento do outro. Alienação e agressividade política são armas perigosas. Sufocar um campo tão importante pela falta ou pelo excesso é um desastre.Nunca se viu algo assim? Vivemos os tempos derradeiros e, após o processo de eleição, veremos os quatro cavaleiros do apocalipse cavalgando por sobre o Congresso? O fim do meu mundo nunca é o fim do mundo e precisamos da perspectiva histórica.” Todo o artigo no print ao lado já que na página do Estadão só tem acesso quem é assinante.

 

Doação de sangue para a jovem Gabriela Crepaldi Da amiga e mãe, Adriana Crepaldi: “No próximo dia 19 de novembro minha filha Gabriela Crepaldi vai se submeter a mais uma cirurgia da coluna e precisará de doadores de sangue. Estamos fazendo uma campanha para beneficiar também as milhares de pessoas que precisam de sangue todos os dias. Local para doação: Instituto de Hemoterapia de Sergipe – Rua Guilhermino Rezende, 187 – em frente ao São Lucas. Horário para doação: somente pela manhã. Fazer a doação para Gabriela Leite Crepaldi. Quem pode doar: Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);Pesar no mínimo 50 kg; Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas; Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas; Apresentar documento de identificação com fotografia, emitido por órgão oficial. (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista ou Carteira Profissional emitida por classe); Para os menores de 18 anos, é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos; A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.”

PELO TWITTER

www.twitter.com/KatiaAbreu A língua é o chicote do corpo e da alma.                                 

www.twitter.com/AntonioSamarone um caminho sem volta… A Rede D’Or comprou o São Lucas Hospitais terão o destino das farmácias, serão engolidos pelo Capital. A medicina virou negócio!

www.twitter.com/dittacuja Não importa quantos fatos, dados, pesquisas e estudos sejam mostrados, algumas pessoas preferem defender sua opinião como a verdade irrefutável. Fico sem saber se é burrice, cegueira, teimosia, excesso de autoestima ou tudo junto.

www.twitter.com/Marcelodedois “Quanto mais eu conheço os “cidadãos de bem” mais entendo por que Cristo preferia andar com as prostitutas e demais excluídos”

www.twitter.com/carmeIoneto O Brasil paga uma das gasolinas mais caras do mundo. Isso mostra como a monopolização, a roubalheira e o serviço ineficiente da Petrobras prejudica toda a população. Não tem nada mais hipocrita do que o “petróleo é nosso”.

www.twitter.com/andretrig Às vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas, parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente deixar o coração nos contar o que sabe. E ele conta. Com a calma e a clareza que tem. (Ana Jácomo).

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“Tudo quanto vive, vive porque muda; muda porque passa; e, porque passa, morre. Tudo quanto vive perpetuamente se torna outra coisa, Constantemente se nega, se furta à vida.” Fernando Pessoa.