As promessas dos senhores candidatos

0

Político, quando assume a candidatura, não escapa de promessas. É o que mais se ouve nos programas eleitorais gratuitos. Por mais experiente que seja, lá está a promessa. Se vai cumprí-las, é algo que não se sabe. O deputado federal Valadares Filho, agora encarando uma candidatura a Prefeito, esmera-se em prometer a construção de quatro mil casas populares no seu período na Prefeitura – claro, se chegar a ser eleito. O ex-Prefeito Edvaldo Nogueira não foge das suas promessas. Uma delas é rever o exagerado aumento do IPTU que foi adotado pelo atual Prefeito João Alves Filho no inicio do seu mandato. Resistirá, porém, Edvaldo a queda de receita com esta redução? João Alves Filho, mais comedido, promete apenas obter a colaboração do Governo Federal para os seus mirabolantes projetos. O Presidente Michel Temer irá chegar junto quando se sabe que ele tem negado ajuda financeira aos Estados do Nordeste, embora estejam todos quebrados? Promessas, promessas, quem quiser que acredite nelas.

Sergipano participa de seminário da FIESP

O deputado federal Laércio Oliveira, Presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara, vai participar hoje do seminário Perspectivas para a economia brasileira nos próximos anos, que é realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). O evento tem como objetivo promover discussão entre autoridades, empresários e especialistas sobre as eventuais medidas para a retomada do crescimento. Também participam do evento, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf;  e o Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, além do Ministro da Fazenda, sr. Henrique Meirella, além de economistas e professores de instituições de ensino como FGV, UFRJ, entre outras.

Ética nas organizações empresariais

Noite movimentada, amanhã, no Iate Clube de Aracaju. Será o momento em que o Dr. Clovis de Barros Filho irá proferir palestra sobre Ética e Conduta nas Organizações Empresariais, que é promovida pelo Sebrae. O conferencista é mestre em Science Politique pela Universidade de Paris III e doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Para participar da palestra é preciso apresentar inscrição no site do Sebrae (www.se.sebrae.com.br). Colunista da Revista Filosofia, Ciência & Vida, a palestra do Dr. Clóvis de Barros Filho, não terá aparatos tecnológicos, confiando no seu poder retórico, que, entre outros exemplos, do cotidiano e diversas histórias, consegue passar conteúdos filofico importantes de maneira bastante leve.

Deficit de R$ 154 bilhões em um ano

As contas do setor público mostraram déficit de R$ 154 bilhões nos doze meses encerrados em julho de 2016. O valor corresponde a 2,54% do PIB (Produto Interno Bruto) patamar recorde da série histórica iniciada pelo Banco Central em 2002. O valor tem se aproximado mês a mês da meta fixada na lei orçamentáriqa para ete ano, que é de um defiit de R$ 163,9 bilhões (2,6% do PIB) para União, Estados e municípios. Esse número inclui um resultado negativo de R$ 170,5 bilhões para o governo federal e um superativ de R$ 6,6 bilhões para os governos estaduais e municipais. Em julho, o setor público registrou déficit de R$ 12,8 bilhões. Com isso, o resultado acumulado no ano, que está negativo desde maio, chegou a um déficit de R$ 36,6 bilhões, ante superávit de R$ 6,2 bilhões no mesmo período do ano passado. Como o setor público não consegue mais economizar para pagar os juros da dívida  pública, que somaram R$ 427 bilhões nos últimos doze meses, o déficit pública total nominal chegou a R$ 581 bilhões (9,6% do PIB) no período. Esse valor contribuiu para elevar a dívida bruta do país, de 66,5% para 69,5% do PIB entre dezembro de 2015 e julho de 2016. A dívida liquida passou de 36,2% para 42,4% do PIB no mesmo período.

A ordem é: defender Lula de qualquer jeito

Nunca antes na história da República, um ex-presidente sofreu acusações tão diretas do Ministério Público, como o ex-Presidente Lula. No meio da semana passada, por exemplo, o esquadrão que compõe o núcleo pesado da Operação Lava Jato fez um show midiático, com direito a power point, para acusa-lo de comandante cm chefe de todos os fatos que são apurados pela Operação Lava Jato, direto de Curitiba, sob o mando do Juiz Sérgio Moro. Uma situação constrangedora: um ex-presidente acuado por Procuradores que o acusam de desvio de um montão de dinheiro. No outro dia, Lula produziu uma frase de efeito: “se forem capazes de provar o que disseram de mim, basta um item só, eu irei a pé para a cadeia”. Até o final de semana, as acusações do Ministério Público ficaram nisso só: acusações, não se avançou um centímetro em termos processuais. Na sexta-feira, a direção nacional do PT encaminhou orientação aos políticos ligados ao partido para que seja feita a defesa do ex-Presidente. O Partido enxerga na manifestação do Ministério Público uma tentativa de inviabilizar a candidatura de Lula à Presidência, em 2018.

Jackson faz as pazes com a área da Fazenda

Um almoço no Hotel Aquarios na Orla da Atalaia, ao meio dia de sexta-feira, dissolveu o clima belicoso entre o governo do Estado e os auditores fiscais. O governador Jackson Barreto foi recebido com abraços, cumprimentos, tapinhas nas costas, e um baita sorriso no rosto do sr. Paulo Pedrosa, presidente do Sindicato do Fisco do Estado de Sergipe. Os auditores comemoravam o projeto de lei que prevê a reestruturação da carreira do Fisco, projeto ainda a ser enviado à Assembleia Legislativa. Diz-se que o projeto será encaminhado ao Legislativo ainda no correr desta semana. Durante o almoço, foi entregue ao governador uma carta, assinada pelos auditores fiscais onde se ressaltam todos os benefícios a serem efetivados. Na ocasião, o governador Jackson Barreto confessou-se angustiado pela situação financeira do Estado, o que faz com que os salários dos servidores sejam atrasados. Há muito tempo não se via um encontro entre o governador e os auditores fiscais marcado por momentos tão descontraídos. Até o presidente do Sindicato, Sr. Paulo Pedrosa, era só sorrio…

Campanha de João apela para d. Maria do Carmo

Aracaju não pode voltar atrás. Seria um retrocesso dos piores. O apelo é feito pela Senadora Maria do Carmo Alves, em propaganda para o horário eleitoral gratuito. O Prefeito João Alves Filho apelas, mais uma vez, para a própria mulher, tentando reverter as intenções de voto. Não vai ser fácil. Ela habit o terceiro lugar nas intenções de voto e só o trabalho de um gigante para votá-lo novamente na liderança. Vai ser muito difícil mas é aquela história, tem que tentar o impossível. Até 2 de outubro há poucos dias para que o eleitor mude de opinião. Nem na sua própria equipe de governo, encontram-se secretários dispostos a acreditar numa vitória do dr. João…

Memória do Rádio Sergipano

O Sindicato dos Radialistas de Sergipe convidando para o lançamento, amanhã, as 19h30, no Teatro Atheneu, do Projeto Vozes Nossas de Todo o Dia – Memória do Rádio Sergipano, projeto de resgate da história do rádio em Sergipe. Ao todo, foram realizadas mais de duzentas entrevistas, com jornalistas e outras pessoas que tiveram passagem pelo rádio em nosso Estado. . É a primeira vez que se faz um levantamento dessa espécie em nosso Estado, procurando ouvir a todos que tiveram passagem pelo rádio.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários